segunda-feira, 24 de abril de 2017

Ciduca Barros e o centenário da chegada do BB ao RN

No início do Século XX, em consequência de incentivada política de integração econômica nacional, o Banco do Brasil definiu a estratégia de marcar a sua presença em todos os estados do Brasil. 
Surgiu então a 22ª dependência instalada no país e a primeira do Banco do Brasil no Rio Grande do Norte, inaugurada no dia 14 de abril de 1917, curiosamente, um sábado. 
A incipiente agência iniciou as suas atividades no prédio de nº 3, da Avenida Tavares de Lira (esquina com a Rua Chile), e o seu quadro funcional constava apenas de quatro servidores.
Integrando-se às festividades do centenário da chegada do Banco do Brasil em Natal, o nosso colaborador Francisco de Assis Barros (Ciduca Barros) estará lançado festivamente, sexta-feira dia 28 de abril, o livro No Banco do Brasil de Antigamente.
O lançamento ocorrerá na sede social da AFABB-RN (Associação dos Funcionários Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil no Rio Grande do Norte), situada à Av. Floriano Peixoto, nº 616, Centro – Natal-RN (por trás do antigo Cinema Rio Grande), no horário de 8h às 13h.
Assim como nos seus livros anteriores, essa nova obra literária do escritor seridoense Ciduca Barros narra as histórias cômicas ocorridas com clientes e funcionários do Banco do Brasil de outrora – inclusive fatos engraçados ocorridos em agências do Banco no Seridó Potiguar (Caicó e Currais Novos).
O livro tem 100 capítulos e mais de 150 causos.
Falando ao Bar de Ferreirinha, Ciduca Barros disse: 
Quando nós, carinhosamente, intitulamos o banco da nossa geração de Banco do Brasil de Antigamente, não estamos querendo fazer um paralelo com o Banco do Brasil de hoje, nem tampouco criar uma polêmica com os seus atuais funcionários, que são tão leais e competentes quanto fomos nós, servidores do passado. Chamamos de Banco do Brasil de Antigamente porque aquele de outrora foi a instituição que nós conhecemos, aquela foi a antiga entidade em que nós trabalhamos por mais de 30 anos e porque foi naquela velha e honrada instituição que vimos, ouvimos, vivemos e vivenciamos centenas de 'histórias divertidas', ocorridas com colegas e clientes. Histórias engraçadas que aconteceram porque o nosso Banco do Brasil de Antigamente era eficiente, social, útil, além de muito alegre”.
O livro custará apenas R$ 30,00 (trinta reais), acrescido de R$ 9,00 (nove reais) se houver custo postal, e poderá ser remetido para qualquer parte do país, com os pedidos efetuados através do e-mail: ciducabarros@hotmail.com
Postar um comentário