terça-feira, 31 de maio de 2016

Piadinha cu de matemático


Diálogo entreouvido dia desses, travado por um casal modernoso:
- Amoreco, os meus amigos me disseram que o filho que você está esperando não é meu...
- Por que, amor?
- Porque você está com nove meses de gravidez, e nós só estamos juntos há três meses.
- Ah, é? Então vamos fazer as contas: há quanto tempo VOCÊ está comigo?
- Três meses.
- Há quanto tempo EU estou com você?
- ... Três meses...
- E, finalmente, há quanto tempo NÓS estamos juntos?
Ele faz as contas, e responde de novo:
- Três meses.
- Muito bem. Agora me diga: quanto é 3 + 3+ 3?
- Nove!
- Alguma dúvida de que o filho é teu?

Morrer com esperança

Ivar Hartmann

Os Ministros do STF, com uma rapidez espantosa, julgaram ação da Associação Médica Brasileira, proibindo a venda da fosfoetalonamina, a pílula do câncer. Tão demorado o STF para julgar os políticos brasileiros, facilitando, com sua inação, a proliferação da praga da impunidade. Tão rápidos proíbem as pessoas portadoras de câncer no Brasil, de morrer com esperança. A aspirina começou a ser vendida pela Bayer em 1899. Ninguém se preocupou em testes prolongados com ratos e humanos. O pó acido da casca do salgueiro aliviava dores e baixava a febre e transformaram-no em medicamento. A penicilina foi testada em ratos em 1940, rápido em humanos e prontamente começou a salvar os soldados aliados na Segunda Guerra. Com a pretensão da Anvisa de longos testes em cobaias e humanos, vão se passar longos anos até uma defnição final sobre a pílula. Conclusão: os cientistas brasileiros que descobriram o uso da substância no combate ao câncer, deveriam ir para a Europa, trabalhar junto aos grandes laboratórios que não aqueles que atualmente vendem os medicamentos contra o câncer ou fornecem as máquinas de radioterapia.
Enquanto isso milhares vão morrer sofrendo, porque o tratamento com radioterapia (que não significa cura) é em número elevado de sessões e é caro, longe do bolso da grande massa de brasileiros. Mataram-se as esperanças dos pobres e necessitados de terem uma possibilidade de viver melhor. É algo de difícil entendimento, quando a rica e poderosa Associação Médica Brasileira, ao invés de criar um grupo para analisar a nova substância, abrir campos de pesquisa e testes, buscar todas as informações necessárias sobre a fosfo, verificar os testes que já foram feitos, ir atrás dos milhares de pacientes que já foram tratados com o medicamento para ver os resultados à luz da ciência, busca o caminho das trevas: o das críticas pelos jornais e da justiça para combatê-la. Só No Brasil se discute uma substância no STF.  Procurem no Google a palavra fosfoetalonamina, é importante o leitor conhece-la para bem avaliar. Em resumo seus defensores dizem: 1) A fosfoetalonamina é uma substância (não um medicamento) produzida naturalmente pelo organismo. 2) É um sinalizador para o sistema imunológico de que existe uma célula defeituosa que deve ser atacada. Todos somos interessados. Sobre política nacional e mais ainda sobre nossa saúde.

ivarhartmann@hotmail.com

O otimista



Confirmado: Elba Ramalho,Marília Mendonça e Joelma no São João de Ipueira

O tradicional São João de Ipueira tem festas espalhadas por vários bairros da cidade. Entre as atrações musicais que vão se apresentar nas festas juninas estão Elba Ramalho, Marília Mendonça e Joelma.
Show de Elba Ramalho no Palco São João da Virada Cultural (Foto: Flavio Moraes/G1)

Marília Mendonça (Foto: divulgacao)

Show da banda Calypso contagiou público neste sábado (31) (Foto: Jonathan Lins/G1)


Sonho de ser pai adiado



Bibica critica entrevista de Dilma



O presidente nacional do Partido do Bar de Ferreirinha,(PBF) Bibica Di Barreira, disse que a entrevista da presidente afastada Dilma Rousseff, divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, comprova que a única preocupação de Dilma é voltar ao governo. O pré-candidato a prefeito de Caicó criticou ainda o fato de a petista sequer ter mencionado as mazelas deixadas por sua gestão, como por exemplo o rombo de R$ 170 bilhões nas contas públicas do país.
“Entrevista de quem só pensa em voltar. Não está nem aí para as mazelas que deixou para o novo governo consertar. Para ela, é criar imposto para não parar programa social, esquecendo que, quando saiu, o Minha Casa Minha Vida já estava parando. Enganação igual àquela da conta de luz. Ela não aprendeu que, quando o povo flagra, só se deixa enganar uma vez”, frisou Bibica.


Engenharia sexual



Piadinha cu de rã

Um velhinho caminhava tranquilamente, quando passa em frente
a um cabaré e uma puta grita:
- Oi, coroa! Vamos pra cama?" 
O velhinho responde: 
- Não, filha, já não posso!
A puta: 
- Venha, vamos tentar ! 
O velhote entra e fode a puta 3 vezes. 
- Porra! E ainda dizia que já não podia mais?
O velhote responde: 
- Foder eu posso, o que não posso é pagar!

Esqueceram?

AUTO_son


Canção


Cecilia Meireles...


No desequilíbrio dos mares,
as proas giram sozinhas…
Numa das naves que afundaram
é que certamente tu vinhas.
Eu te esperei todos os séculos
sem desespero e sem desgosto,
e morri de infinitas mortes
guardando sempre o mesmo rosto
Quando as ondas te carregaram
meu olhos, entre águas e areias,
cegaram como os das estátuas,
a tudo quanto existe alheias.
Minhas mãos pararam sobre o ar
e endureceram junto ao vento,
e perderam a cor que tinham
e a lembrança do movimento.
E o sorriso que eu te levava
desprendeu-se e caiu de mim:
e só talvez ele ainda viva
dentro destas águas sem fim.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Dos maiores intelectuais


Fernando Antonio Bezerra


Do Seridó de todos os tempos um nome ainda é lembrado dentre os maiores intelectuais: José Gonçalves de Medeiros. Acariense, filho de Mário Gonçalves de Medeiros e de Porfíria Pires de Medeiros, nasceu no dia 18 de dezembro de 1919. Faleceu precocemente. Estava na comitiva do Governador Dix-Sept Rosado quando houve o acidente aéreo, na data histórica de 12 de julho de 1951, no Estado de Sergipe.
A trajetória de José Gonçalves é, mais ou menos, a seguinte: nasceu em Acari e, por lá, as primeiras letras; foi para Natal estudar no Seminário São Pedro e, depois no Atheneu. Seguiu para Recife onde se tornou Bacharel em Direito. Voltou para Natal onde ocupou vários cargos, inclusive, eletivos e de chefia. Em tudo, leu e escreveu; foi orador destacado e articulador competente; foi um bom boêmio na juventude e na companhia dos amigos cantou serenatas e declamou poesias. Estava à frente de seu tempo, no convívio, nas letras e na política. Câmara Cascudo, um de seus professores, logo após sua morte, avaliou: “O jornalista, o poeta, o boêmio, o amigo jubiloso, recebeu maior número de artigos, crônicas, poemas e saudades que o próprio Governador sacrificado na destinação de uma vida de esforço e de entusiasmo.”
Orador destacado e articulador competente
Outros intelectuais falaram sobre José Gonçalves. Lenine Pinto, inclusive, chegou a organizar uma coletânea de artigos escritos por ele e comentou: “José Gonçalves de Medeiros era, disparado, o maior talento norte-rio-grandense de sua geração, talvez de todo o Século XX, aí incluídas aquelas figuras de beletristas renomados a que ele intitulava de “protonotários”. Seus conhecimentos abarcavam um leque de várias manifestações da inteligência e da sensibilidade, não apenas literárias.”
O escritor Jurandyr Navarro, também contemporâneo de José Gonçalves em "Os oradores" lembrou alguns episódios que realçam sua verve, dentre as quais, um trecho do famoso discurso em Recife, por ocasião da histórica morte do estudante Demócrito de Souza Filho: "A tua e a nossa arma maior sempre foi a palavra. Palavra de amor à liberdade, de combate à tirania; palavra de crença no clamor dos oprimidos". E então indagava: "Por que então metralharam-na: a tua vida e a nossa palavra? Talvez eles não creiam que o grito dos injustiçados repercute no coração de Deus, no mais íntimo do seu grande e onisciente coração".
Demócrito de Souza Filho foi assassinado num comício em Recife, na interventoria de Agamenon Magalhães. Os tiros eram endereçados a Gilberto Freire, amigo de José Gonçalves, mas atingiram Demócrito. José Gonçalves também estava presente no citado episódio do ano de 1945 que, por sua vez, entrou na história da luta pela liberdade no País, no combate contra a ditadura liderada por Getúlio Vargas.
Concluído o curso de Direito em Recife, José Gonçalves voltou para Natal e logo se elegeu Deputado Estadual. Foi, inclusive, constituinte em 1947 no âmbito da Assembleia Legislativa. Aqui, como político, gestor, intelectual, atuou profundamente em uma época e seria, certamente, um dos grandes líderes do Rio Grande do Norte, com a marca Seridó firmada no peito e no caráter, se a morte não tivesse chegado tão cedo em sua vida. Aliás, é dele o poema “Despedida do Pássaro Morto”, peça quase premonitória, escrito antes do fatídico acidente, que se tornou uma das mais belas manifestações inseridas no acervo poético do Rio Grande do Norte:


O voo também é sensualidade
Estremeço e vibração de pássaro
Que possui e penetra o espaço.
E era como se possuísse
e penetrasse a alma
do tempo.
Se eu morrer como
um pássaro
Deixo aos que me ama-
ram, aos que
me quiseram e me
gostaram, como eu
era, o meu sempre
displicente adeus.
Estou compreendendo
que se morrer num voo
antes de tocar a terra
do mundo, serei como
a pena do pássaro
ferido de morte.
Serei um pássaro de
fogo que vem do
céu para repousar
no seu ninho de areia.
Chorem, bebam, dancem,
riam, passeiem, pela
alma do amigo que
não foi pássaro mas
morreu como eles.

Fernando Antonio Bezerra é potiguar do Seridó e escreve às segundas-feiras

Taradão deixando a loirinha pertubada



UTB rompe acordo espacial com a Ucrânia

Base de Alcântara, no Maranhão. Lançamento do primeiro foguete nacional com motor movido a etanol e oxigênio líquido, em setembro de 2014

Um acordo de cooperação UTB-Ucrânia na área espacial, firmado em 2009, previa o lançamento comercial de satélites de uma base em São Fernando, cidade vizinha a Timbaúba dos Batistas e localizada na área metropolitana da Grande Caicó. 
Em 2010, uma empresa binacional, a Logradouro Space, foi constituída para viabilizar o lançamento conjunto de foguetes pelo acordo. 
O primeiro destes foguetes, denominados Clone 44, deveria transportar ao espaço um satélite de coleta de dados ambientais. 
Seu lançamento estava programado para novembro de 2015.
Segundo informações oficiais da Universidade de Timbaúba dos Batistas, a parceria com os ucranianos daria novo impulso ao programa espacial, após a explosão do foguete TYS-69, em 2015. 
Na ocasião, 21 técnicos da UTB tiveram problemas no centro de lançamento de São Fernando.
O decreto formalizando o final do acordo foi publicado pela UTB na semana passada. 
O reitor da UTB, Xico Batista, alegou que, “ao longo da execução do Tratado, verificou-se a ocorrência de desequilíbrio na equação tecnológico-comercial que justificou a constituição da parceria entre a UTB e a Ucrânia na área do espaço exterior”. 
No artigo primeiro, o decreto afirma: “Deixa de vigorar para a UTB, a partir de 30 de junho de 2016, o Tratado entre a UTB e a Ucrânia sobre Cooperação de Longo Prazo na Utilização do Veículo de Lançamentos Clone-44 no Centro de Lançamento de São Fernando, firmado em Timbaúba dos Batistas, em 21 de maio de 2009.”

Dúvida



Exames médicos

Um senhor foi a um laboratório moderno fazer exames de rotina.
Pediram que fizesse xixi num buraco de uma máquina.
 Após alguns segundos, a máquina imprimiu o seguinte relatório:
Nome: Manoel  Soares
Idade: 40
Profissão: Pescador
Estado Civil: Casado
Tipo Sanguíneo: 0+
Diagnóstico: Artrite no braço direito.
Ele ficou impressionado e não acreditou, pediu para fazer novo exame.
Eis que a máquina expeliu mais um relatório.
Informações complementares sobre o Sr. Manoel Soares:
Idade detalhada: 40 anos, 4 meses e 22 dias
Cor dos olhos : Castanhos escuros
Perda de cabelo : 29%
Diagnóstico : Artrite no braço direito.
Ele continuava a não acreditar. Foi em casa, mijou numa vasilha
e pediu que a mulher a filha também fizessem, bateu uma punheta
e colocou ali também um pouco de seu esperma, tirou óleo do carro,
juntou tudo e levou ao dito laboratório. Colocaram a tal mistura na
máquina e prontamente saiu outro relatório:
Informações complementares sobre o Sr. Manoel Soares:
Corno
Filha grávida de 3 meses
Carro precisa trocar o óleo
ATENÇÃO : QUANDO FOR BATER PUNHETA, USE A MÃO
ESQUERDA, PORQUE A DIREITA TEM ARTRITE !

Sarney ainda é foda



Confissão

Leila Míccolis

Dizem que o amor é cego,
não nego,
por isso te abro os olhos:
não tenho bens nem alqueires,
eu não sou flor que se cheire,
nem tão boa cozinheira,
(bem capaz que ainda me piches
por só comer sanduíches),
minha poesia é fuleira,
tenho idéias de jerico,
um cio meio impudico
como as cadelas e as gatas,
às vezes me torno chata
por me opor ao que comtemplo,
sei que sou péssimo exemplo,
por pouca coisa me grilo,
talvez por mim percas quilos,
eu não sei se valho a pena,
iguais a mim, há centenas,
desejo te ser sincera.
Mas no fundo o amor espera
que grudes qual carrapicho:
são tão grandes meu rabicho
e minha paixão por ti,
que não estão no gibi...
Ao te ver, viro pamonha,
sem ação, e sem vergonha
o meu ser inteiro goza.
Por isso, pra encurtar prosa,
do teu corpo, cada poro
eu adoro adoro adoro... 

Esplanada

mini


Bibica e Obama vão se encontrar em Ipueira

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai se encontrar na próxima quarta-feira na cidade de Ipueira com o empresário caicoense Bibica Di Barreira. Trata-se de mais um  encontro privado entre os dois.Obama se intitulou como um “grande admirador” de Bibica e afirmou, que o caicoense foi muito importante para essa nova relação com Cuba.Em público, Obama e Bibica irão conversar durante uma hora e, depois, se reuniram privadamente durante 3 horas. A última visita de Bibica a Obama havia sido em 2014.Bibica e Obama estão muito preocupados com as eleições americanas.



domingo, 29 de maio de 2016

O bêbado que comprou um bar


Ciduca Barros

Gosto de dizer que existem certos bêbados tão “porres” (desculpem o infame trocadilho) que eu só consigo aturá-los se encher a cara também. 
Em cada agência do Banco do Brasil em que eu servi, num total de nove, encontrei um desses. 
Não tive a oportunidade de trabalhar com o personagem desta história, nosso conterrâneo de Caicó, que também está merecidamente aposentado, mas outros colegas me informaram que ele, quando embriagado, também fazia as suas peripécias. 
A presente história está no currículo daquele colega/papudinho.
Em Currais Novos (RN), onde ele também trabalhou, havia um barzinho onde a turma do Banco gostava de tomar “umas e outras” após o expediente, principalmente às sextas-feiras.
Então, exatamente numa sexta-feira, os colegas encheram o barzinho. Quase todos, comedidos, logo foram para as suas casas. Quem ficou? O nosso personagem. 
Já passava da meia-noite, sem nenhum vivente no bar, e quem continuava lá? O nosso personagem. Dona Judite (a dona do bar) baixou as portas, num sinal evidente de que queria ir para casa, e nosso personagem continuava impassível. 
Bêbado, falante e conversando merda. 
Já madrugada, D. Judite, depois de vários e escandalosos bocejos, resolveu fazer um comentário, em voz alta, com o garçom:
– Eu não aguento mais ser proprietária de bar. Quem tem este tipo de negócio está sempre sujeita a suportar todo tipo de gente e ainda aturar bêbados até esta hora da madrugada. 
E num desabafo maior, acrescentou: 
– Eu vou vender esta merda.
Foi a deixa que o nosso personagem/colega/bebum/conterrâneo queria:
– Eu compro essa porra!
E seguindo a teoria de que todo bêbado é valente e rico, ele desfechou, já com o talão de cheques na mão: 
– Diga quanto custa essa bosta, mulher.
Apesar de a proposta tê-la pegado de surpresa, a dona do bar pensou, avaliou mentalmente o seu estoque.  Incluiu itens que não existiam. Reavaliou. Superestimou e mandou um valor extorsivo. 
O caicoense/bebum nem regateou. Preencheu o cheque e, o entregando, também mandou: 
– Está comprado. Pode ir pra sua casa. 
No dia seguinte, estava o nosso personagem atrás do balcão do bar, com uma baita ressaca e perdidamente arrependido e pensando com os seus botões: 
– Que diabo eu fiz, meu Deus? Que porra eu vou fazer com a merda de um bar. Eu sou um mero bancário.
D. Judite, que também estava arrependida do negócio realizado, em casa, olhava para o cheque do colega e também indagou dos céus:
– Que besteira eu fiz, meu Deus?  Vendi o bar e vou gastar todo o dinheiro deste cheque. Quando este dinheiro se acabar, como eu vou sobreviver, Jesus?
O sol ainda não havia esquentado, quando o novo e arrependido proprietário do bar viu entrar ali a antiga e arrependida ex-dona. 
– Vim buscar este jarro de flores que não entrou no nosso negócio.
Foi o seu pretexto de estar ali. 
– Nada disso! Eu comprei o bar de 'porteiras fechadas'. Tudo que está aqui entrou na nossa negociação.
Daí os arrependidos travaram uma discussão ininteligível na base do: “entrou, não entrou; foi, não foi; comprei, não comprou; foi caro, foi barato”.
Até que um deles (até hoje não se sabe qual) gritou:
– Se é assim, está desfeito o nosso negócio.
Outra deixa. Outra asseveração:
– Negócio desfeito! – disse o outro (ou foi a outra?).

Escritor, funcionário aposentado do Banco do Brasil e colaborador do Bar de Ferreirinha.

Árvore da serra


Augusto dos Anjos...

” – As árvores, meu filho, não têm alma!
E esta árvore me serve de empecilho…
É preciso cortá-la, pois, meu filho,
Para que eu tenha uma velhice calma!
- Meu pai, por que sua ira não se acalma?!
Não vê que em tudo existe o mesmo brilho?!
Deus pôs alma nos cedros… no junquilho…
Esta árvore, meu pai, possui minha`alma!…
- Disse – e ajoelhou-se, numa rogativa:
“Não mate a árvore, pai, para que eu viva!”
E quando a árvore, olhando a pátria serra,
Caiu aos golpes do machado bronco,
O moço triste se abraçou com o tronco
E nunca mais se levantou da terra.

Putaria animal

sexo no reino animal


Piadinha cu de muriçoca


O pai estava preocupado porque a filha não tinha coragem de contar ao noivo a sua precária condição cardíaca.
O noivo era uma pessoa simples, muito humilde, de poucas letras mas que a filha adorava...
Assim, na primeira chance havida, o pai chamou-o para uma conversa:
- Lourenço, preciso te contar uma coisa...
- Pode dizer seu Manoel...
- Olha, é bom que você saiba desde já... minha filha tem uma angina profunda.
E o noivo, esforçando-se para usar um vocabulário à altura, comenta:
- Tem razão, seu Manoel, eu já percebi. Aliás, o ânus também...

A cara do cara depois de um 69 com uma gordinha



FHC recebe titulo de doutor honoris causa da UTB

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso recebeu ontem o título de doutor honoris causa na Universidade de Timbaúba dos Batistas,(UTB). 
A UTB é uma das mais prestigiadas universidades do Brasil.
Só outros dois brasileiros já haviam sido agraciados com esse título: o empresário Bibica Di Barreira e o escritor Xexéu Dias, ambos caicoenses.
Além de FHC, mais oito personalidades receberam o título de doutor honoris causa da UTB ontem, entre os quais o cineasta Steven Spielberg e o historiador David B. Davis, um dos mais famosos pesquisadores da escravidão nos EUA.
O ex-presidente FHC, fez o discurso de agradecimento do título em nome dos nove agraciados com o doutorado. 

O nobre colega se confundiu



Dentadas

"A MAIOR FELICIDADE QUE PODE ACONTECER A UM GRANDE HOMEM É ELE, CEM ANOS APÓS A SUA MORTE, AINDA TER INIMIGOS".
                                   CACO DENTÃO