segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Câncer de Lula é de agressividade média

O câncer que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (foto) tem na laringe é do tipo mais comum para a região. 
O resultado de uma biópsia feita sábado, dia 29, indicou também que a agressividade do tumor é considerada média e seu estágio de desenvolvimento é relativamente inicial.
Essas informações foram repassadas hoje pela equipe médica que acompanha o ex-presidente no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. 
Os médicos Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff, Artur Katz e Luiz Paulo Kowalski são os responsáveis pelo tratamento.
Kowalski explicou que o tumor do ex-presidente tem aproximadamente 3 centímetros, está em uma fase de desenvolvimento que os médicos chamam de T2 e ainda não atingiu as suas cordas vocais.
Hoff disse, porém, que o tratamento a que o ex-presidente será submetido pode afetar sua voz. 
“O tratamento pode deixar alguma alteração de voz”, afirmou ele, acrescentado que seria uma alteração mínima e não teria nenhum impacto para o paciente.
Por causa desse impacto, Lula também deve ter acompanhamento de fonoaudiólogos durante o tratamento do tumor.
Hoff afirmou ainda que as sessões de quimioterapia também devem fazer com que o ex-presidente Lula perca temporariamente o cabelo e a barba. 
Kalil Filho, que é médico particular de Lula, disse que o ex-presidente já foi informado dos efeitos colaterais das sessões de quimioterapia e demonstrou tranquilidade.
O tabagismo e o álcool são as causas mais comuns desse tipo de tumor, que atinge 16 pessoas a cada 100 mil.

ENEM 2011

Decisão sobre cancelamento 
das provas deve sair amanhã


Representantes do Ministério da Educação (MEC) reuniram-se hoje com o juiz Luiz Praxedes, da 1ª Vara Federal do Ceará.
Ele irá decidir sobre o pedido cancelamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. 
A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Malvina Tuttmann, apresentou as alegações para que o exame não seja anulado .
De acordo com o MEC, o juiz divulgará a sua decisão até amanhã.
O pedido para que as provas do Enem fossem canceladas foi feito pelo Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE), após a constatação de que alunos do Colégio Christus, de Fortaleza, tiveram acesso antecipado a cerca de 14 questões que foram cobradas no exame. 
Os itens estavam em apostila distribuída pela escola semanas antes da aplicação do Enem e vazaram da fase de pré-testes do exame, da qual a escola participou em outubro de 2010.
A solução defendida pelo MEC é que os 639 alunos da escola cearense tenham as provas anuladas e façam um novo teste no fim de novembro. 
Mas o procurador da República Oscar Costa Filho pediu à Justiça que o Enem seja anulado – ou pelo menos as questões que estavam na apostila do Christus. 
O Inep argumentou ao juiz que o episódio ocorreu de forma localizada e que a reaplicação do exame aos alunos do colégio de Fortaleza não traz prejuízo à isonomia do concurso.

ATUALIZAÇÃO
A Justiça Federal no Ceará decidiu anular 13 questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que foram antecipadas por um colégio de Fortaleza. 
A decisão foi tomada hoje à noite e é válida para todo o Brasil. 
O Ministério da Educação informou que vai recorrer da decisão. 
De acordo com a Justiça Federal, a anulação das 13 questões foi uma resposta à ação proposta pelo Ministério Público Federal (MPF), que havia pedido o cancelamento total das provas do Enem ou, pelo menos, a suspensão parcial das questões envolvidas na polêmica.
Foram anuladas as questões 32, 33, 34, 46, 50, 57, 74 e 87, da prova amarela do 1º dia, além das questões 113, 141, 154, 173 e 180, da prova amarela do 2º dia.

De olho no mundo - 15

31 de outubro de 2011

cardápio da imprensa
Os primeiros ventos da crise mundial começam a bater por aqui e a indústria se prepara para dias difíceis. Estoques altos, férias coletivas, demissões voluntárias e desemprego já fazem parte da pauta de discussões de empresários e economistas brasileiros.

Dirigentes do setor de supermercados afirmam que pode estar a caminho uma alta de preços nas gôndolas, capaz de animar a inflação. Afirmam que os vilões desta vez seriam os cartões de crédito, que aumentaram em 50% a taxa cobrada nas operações com produtos financeiros como o Visa Vale.
Exames realizados em Lula da Silva no hospital Sírio-Libanês diagnosticaram um câncer de laringe. O tumor tem porte médio (2 a 3 cm) e o tratamento à base de quimioterapia e radioterapia – denunciando que o estágio da doença já é intermediário –, foi iniciado. Quando tratado a tempo esse tipo de câncer apresenta índice de cura superior a 80%.
Depois do impacto inicial da notícia, os líderes do petismo começam a discutir os efeitos práticos dessa novidade. O primeiro deles é a possível saída de Lula da Silva da pré-campanha do PT para as eleições de 2012, pois o tratamento exige algum tempo sem usar a voz. O primeiro prejudicado por esse silêncio involuntário será o ministro da Educação Fernando Haddad, nova criatura que o ex-presidente tenta construir para ocupar a prefeitura paulistana.
Aldo Rebello retrata bem a era de mediocridade que vivemos na administração pública, sem que se exija qualquer capacitação para os cargos. Parlamentar (há 20 anos) sem grande relevância, já presidiu a UNE, a Câmara dos Deputados, foi ministro das Relações Institucionais, ministro da Defesa, relator do novo Código Florestal, quase ministro do TCU e agora ministro do Esporte. Nas horas vagas inventa projetos amalucados para acabar com estrangeirismos na língua portuguesa, fala fluentemente tupi-guarani – sozinho, evidentemente –, e pretende expulsar as bruxas do Halloween do calendário propondo o Dia Nacional do Saci-pererê em 31 de outubro. Dizem que o Negrinho do Pastoreio está inconsolável.
O descaramento de certas figuras é algo insondável. Orlando Silva, afastado por Dilma Rousseff das decisões da Copa e das Olimpíadas, investigado por todos os lados, cada vez mais cercado de lama e mentiras num ministério que ostenta um histórico de fraudes, insistiu o quanto pôde para permanecer ministro. Algo condizente com alguém capaz de comprar tapioca com dinheiro público.
Alguns analistas consideram que o golpe de misericórdia em Orlando Silva foi a humilhante descompostura passada pelo deputado ACM Neto na Câmara, durante a audiência da Lei Geral da Copa. Outros acreditam que a queda se deu porque o PT queria tirar a investigação do Supremo exatamente para afastar da mira o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz. Afinal, é sabido que Silva herdou um esquema criminoso montado na gestão do agora petista Queiroz.
No episódio da defenestração de Orlando Silva do Ministério do Esporte, uma pergunta continua sem resposta: de que tanto ria o presidente do PCdoB Renato Rabelo diante daquele mar de microfones?
O ex-ministro em chamas tem no PCdoB sua milimétrica cara-metade. Um partido torto pela voracidade por dinheiro público e pela quantidade de lama que passou a emanar, bem que merece a carta melada do tapioqueiro que ousou se nivelar a Pablo Neruda: “Neste momento, como disse Pablo Neruda em sua carta ao partido, me sinto indestrutível porque contigo, meu partido, não termino em mim mesmo”. Termina soando frase perfeita, pois o partido e seu ex-ministro, sócios nas fraudes, apagaram os limites de cada um na cena do crime.
Ninguém aguenta mais essa ladainha cínica da esquerda festiva vociferando em defesa dos seus ladrões, como se apenas a roubalheira da direita merecesse castigo e a roubalheira das esquerdas nascesse de algum fundamento altruísta para transformar a humanidade. Uma aberração esquizofrênica e espertalhona que encontra sua síntese na célebre frase recitada pelo ator militante Paulo Betti: “Não dá para fazer (política) sem botar a mão na merda”.
Enquanto impõe ao cidadão comum uma das cargas de impostos mais pesadas do mundo, o governo brasileiro se prepara para conceder uma generosa isenção tributária ao setor de telecomunicações. Estamos falando de um segmento com alto grau de lucratividade, que cobra tarifas nem um pouco amistosas, mas a desculpa oficial apresentada pelo ministro das Comunicações Paulo Bernardo é um primor: “A isenção vai vigorar até 2016 e achamos que as empresas vão antecipar seus planos de investimento até porque o mercado está forte e demandante”. Ou seja, não faltam recursos próprios para que as teles façam seus próprios investimentos.
Agora poderemos finalmente saber o que os senadores Zé Sarney e Fernando Collor tanto queriam esconder nos documentos secretos do governo, pois o Congresso determinou que, respeitados alguns prazos, eles sejam disponibilizados para a sociedade.
É um absurdo que ninguém dê notícias do paradeiro do fantástico guarda-roupa e das enfermeiras ucranianas de Muammar Kadafi. Já tem gaiato dizendo por aí que ele não conseguiu correr dos rebeldes por causa do peso daquela quantidade incontável de medalhas autoconcedidas que carregava no peito.
Nos últimos 12 meses os brasileiros gastaram R$ 2 bilhões na compra de imóveis da Flórida. Um apartamento de três quartos em Miami vale hoje o equivalente a R$ 242 mil.
Se depender da vontade dos ministérios da Cultura e do Turismo, durante o reinado da bola as 12 cidades-sede da Copa terão uma exposição multimídia do grande Candido Portinari.
As questões ambientais sempre juntam um bando de gente que estaciona no alarido e vira ecochato de carteirinha. E outro bando de gente que, em silêncio, faz a diferença ao produzir, por exemplo, um copo descartável à base de amido de milho e já disponível no mercado.
Essa baboseira do “politicamente correto” não tem limites e nem constrangimentos. Moradores da localidade denominada Muzema, na Barra da Tijuca, resolveram implicar com a novela Fina estampa porque a região é chamada de favela na trama. Preparam um abaixo-assinado tentando pressionar o autor Agnaldo Silva a mudar o termo para “comunidade”. Como se uma troca de substantivos fosse suficiente para melhorar a situação de quem vive lá.
Quem é do mar não enjoa mesmo. Depois do fim da Modern Sound, uma loja de discos que reinou em Copacabana como uma das melhores do mundo, seu criador Pedro Otávio está de volta ao batente. Será o responsável pela programação musical de uma nova casa, que estreará no Largo do Machado em novembro. O proprietário é Carlos Lessa, economista e ex-presidente do BNDES.
Outra novidade da MPB está a caminho: o DVD de Zeca Pagodinho gravado em seu sítio de Xerém. A produção se deu numa festa fechada para amigos, regada a música, feijoada e muita cerveja. A lista de convidados ilustres teve Almir Guineto, Beth Carvalho, Gilberto Gil, Jorge Benjor, Monarco e Seu Jorge.
As blitze da Lei Seca em São Paulo foram prorrogadas. Antes acabavam às 4 da madrugada; agora vão até às 6 da manhã. Os boêmios estão em festa, pois ganharam outras duas horas de desculpas para chegar mais tarde em casa.

Esses merdas não conseguem fazer política sem fazer merda.”

Zé Prativai, impressionado com a usina de fezes em que se transformou a política brasileira.


alarido
Ela vai primeiro do que eu, que é pra me receber de braços abertos no céu.”
(A extraordinária dona Canô, mãe de Caetano e Bethânia, do alto dos seus 101 anos, consolando a família diante da perda da filha Nicinha)

“Se depender de Aldo Rebelo, haverá ‘tento no ludopédio’.”
(Carlos Brickman, jornalista, a respeito da mania do novo ministro contra os estrangeirismos na língua portuguesa)

“O que desejar a Luiz Inácio (o ser humano)? Sucesso! Saúde! Que ganhe esta batalha. Que vença esta luta. Nesta, estamos juntos. Não mudo minha opinião sobre a personagem Lula. Maléfico ao Brasil. Destruiu uma expectativa de mudanças em nome de um poder sem limites. Um mitômano que mente até mesmo para si. Um paranoico que vê em adversários, inimigos. Um político que faz aliança com o capeta em nome de qualquer objetivo. Isso continuarei a afirmar. No mais, só posso dizer: FORÇA LULA!”
(Reynaldo, leitor do blogue do jornalista Ricardo Setti, a respeito do diagnóstico de câncer de Lula da Silva)

“O câncer não é instrumento de vingança política, não é uma lição de vida, não é um livro didático! Ele só ensina que é preciso vencê-lo. Nada mais!”
(Reinaldo Azevedo, jornalista, pelo mesmo motivo)

“Ele não resistiria a mais uma denúncia nova.”
(Dilma Rousseff, em Manaus, falando de Orlando Silva pouco antes de derrubá-lo do poder)

“Inquérito no STF não é uma sentença condenatória.”
(José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, no melhor estilo esquerda festiva defendendo o indefensável Orlando Silva)

“O Brasil não quer Vossa Excelência falando sobre a Lei Geral da Copa. O Brasil quer Vossa Excelência distante do Ministério do Esporte.”
(ACM Neto, deputado, falando diretamente a um ainda ministro Orlando Silva completamente mudo)

“Se você não pedir, ela (Dilma) te demite.”
(Renato Rabelo, presidente do PCdoB, empurrando a ficha para Orlando Silva cair na real)

“Orlando Silva Jr. não teve papel de relevo em nada de útil durante todo o período em que esteve à frente do Ministério do Esporte. Não teve, ao contrário da propaganda do PCdoB, papel algum na escolha do Brasil para sediar a Copa do Mundo 2014 e a Olimpíada de 2016 e foi incapaz, como seus antecessores, de democratizar o acesso ao esporte no Brasil.”
(Juca Kfouri, jornalista)

“Os convênios fantasmas, o descontrole na distribuição de recursos, o favorecimento a empresa da família, os assessores que ensinam o denunciante qualificado como ‘bandido’ o caminho das pedras para se safar de punições por fraudes cometidas no próprio ministério, os repasses de verbas para beneficiar correligionários do PCdoB, a assinatura de contratos com gente inidônea, nada disso é levado em conta.”
(Dora Kramer, jornalista, a respeito da insistência do governo em esperar uma dose extra de lama antes de finalmente defenestrar Orlando Silva no Ministério do Esporte)

“Tudo é tão simples, tudo é tão prosaico, tudo é tão destituído de grandeza! Uma máquina partidária se assenhorou daquilo que pertence ao povo para distribuir benefícios entre os militantes. É um roubo como qualquer outro.”
(Reinaldo Azevedo, jornalista, falando do PCdoB)

“A CBF mandou o pior time que poderia mandar e destruiu nossa audiência.”
(Diretor da Record, a respeito da Seleção enviada ao Pan, começando a entender que a emissora entrou num jogo perdido)

“Na festa peronista de domingo, a presidente foi do choro à gargalhada sem mudar a expressão facial.”
(Tutty Vasques, jornalista, comentando a quantidade de botox aplicada na campanha pela reeleição de Cristina Kirchner)

“O gordo e o anão se identificam porque o mundo não foi feito para eles. O anão não alcança e o gordo entala.”
(Jô Soares, firme na cruzada contra a baboseira do “politicamente correto”)

moleskine
Quem gosta de boa música tem novos e bons motivos para manter a atenção na cena americana. Está chegando ao mundo uma nova cantora chamada Lana Del Rey – pseudônimo de Elizabeth Grant escolhido numa mistura que homenageia a atriz Lana Turner e o velho Ford Del Rey. Loura, linda e guardando certo ar de mistério das grandes divas hollywoodianas, Lana exubera a partir de uma voz irreparável. Por ora, a menina tem apenas dois singles lançados.

Você também vai chegar nesta fase

Um guarda de trânsito parou uma senhora de idade avançada e disse :
- A senhora sabe que está dirigindo com excesso de velocidade ?
- Eu sei! É que tenho que chegar antes que eu me esqueça aonde eu vou !

MANIFESTO

Barraqueiros reagem a ultimato 
da Prefeitura e Ministério Público

A Associação dos Barraqueiros de Caicó, entidade que reúne profissionais autônomos que ganham a vida vendendo alimentos em alguns pontos da cidade, resolveu publicar manifesto contra intenção da Prefeitura de Caicó e Ministério Público em retirar as barracas do logradouro público.
Houve até audiência pública para tratar do problema, na Câmara Municipal de Caicó, convocada pelo presidente da Casa Leleu Fontes.
A reação, ao que parece, surtiu efeito: por enquanto, os profissionais continuarão em seus locais de trabalho até seja encontrada um novo local para que eles sejam instalados.
Abaixo, o teor do manifesto: 

MANIFESTO DOS BARRAQUEIROS

 Nós somos pais e mães de famílias, trabalhadores e trabalhadoras, pagamos muito impostos, temos família para criar, exigimos respeito a nossa dignidade de pessoa humana.
Não aceitamos que retirem de nós nosso pão-de-cada-dia, nosso trabalho, nossa fonte de emprego e renda.
 NÃO ENTREGAREMOS NOSSOS BARRACOS. NÃO ACEITAMOS A POLÍTICA DO DESEMPREGO, DA FALTA DE RENDA, DA FALTA DE PERSPECTIVA, DO DESENGANO.
Nossos barracos são nossas vidas, a vida de nossas famílias. Dependemos deles para comer, vestir, estudar, trabalhar, gerar emprego, contribuir com o desenvolvimento de Caicó.
Caicó parece andar em marcha a ré. É permitido ruas sujas, imundas, ruas completamente esburacadas, esgotos a céus aberto, escolas públicas sem a mínima infra-estrutura, saúde pública na UTI, segurança pública ao deus dará, muitas autoridades faltando com seus deveres e suas obrigações....
Enquanto isso, algumas autoridades querem derrubar os barracos, querem derrubar emprego e renda, querem derrubar a vida de pais e mães de família, querem derrubar a dignidade humana.
Certamente, na realidade, querem mesmo é desviar a atenção do povo para os reais problemas da cidade de Caicó. Verdadeiro disfarce? 
Talvez, Caro Amigo, você, achando maravilhoso, diga: “Os barracos enfeiam a cidade. Tem que tirar!”
Aí, nós, os barraqueiros, indagamos: “E se você, Caro Amigo, fosse dono de um dos barracos, ganhasse o pão-de-cada-dia seu e de sua família num dos barracos, “seu eu acho” seria esse?
Os que querem derrubar os nossos barracos ganham muito bem, não precisam dos barracos; mas nós, os barraqueiros, necessitamos e muito dos Barracos, como da água, do ar, da alimentação, da vida. 
Aí, perguntamos: se derrubarem nossos Barracos, vamos viver de quê? Quem nos dará emprego?
Dos muitos pais e mães de família que perderam seus barracos, vários estão na miséria, outros doentes, alguns loucos e teve até quem tivesse ataque cardíaco fulminante.
SOMOS PAIS E MÃES DE FAMÍLIA, EXIGIMOS RESPEITO. 
Associação dos Barraqueiros de Caicó-RN
Comissão Pró-Formação
Rua Olegário Vale, Barraco 04, Centro, Caicó-RN, CEP 59.300-000. E-mail: pedroazevedo1957@gmail.com

EMPREENDEDORISMO

Seminário de negócios terá 
palestra sobre Redes Sociais

Com o tema “Rede Social Clube”, o palestrante Fred Alecrim (foto) confirmou participação no 1º Seminário de Negócios e Empreendedorismo do Seridó. 
O foco da palestra será como criar o planejamento para usar as redes sociais e com elas aumentar o relacionamento da marca com o cliente.
Graduado em Administração de Empresas, especialista em Marketing e Gestão Empresarial, pós-graduado em Pedagogia Empresarial Estratégica, com certificado em Social Media Marketing e Content Marketing, 
Fred Alecrim é palestrante e capacitor da Ponto de Referência e criador do blog UaugoMais.
A palestra de Fred Alecrim será na primeira noite do evento, dia 10/11. 
O Seminário será realizado no Fórum Municipal Amaro Cavalcanti, em Caicó, com vagas limitadas. 
Até hoje, segunda-feira, as inscrições podem ser efetuadas por preço promocional, na Casa do Empresário de Caicó.
Mais informações pelo twitter @seminarioserido ou pelo telefone (84) 3421.1638.

domingo, 30 de outubro de 2011

Terremoto atinge Timbaúba dos Batistas

Tremor danificou estátua do jegue na entrada da cidade: só sobrou um toquinho do pênis

O Instituto Nacional de Defesa Civil informou ontem que 798 pessoas ficaram feridas e 660 foram afetadas pelo terremoto de 8,7 pontos na escala de Richter que atingiu o sul do município de Timbaúba dos Batistas, no Seridó do Rio Grande do Norte, na última sexta-feira. 
O epicentro foi a cerca de 15 quilômetros, no Sítio Encampinado, onde 341 pessoas ficaram feridas. 
No Tôco, onde Elino Julião trabalhou quando rapaz, há 934 feridos.
Segundo os técnicos da Universidade de Timbaúba dos Batistas (UTB), 660 pessoas foram diretamente afetadas pelos tremores e 290, indiretamente. 
Foram danificadas 132 casas na região. 
No centro da cidade, onde o tremor chegou a ser sentido, cinco pessoas foram afetadas, e a imagem do jegue, localizada no Pórtico do Jegue, na entrada de Timbaúba, foi parcialmente danificada: o pênis da imagem quebrou e só sobrou um toquinho, que o povo passou a chamar de adivinhão.
O terremoto que atingiu a zona norte da cidade também foi sentido no Norte de Serra Negra do Norte, embora, até o momento, não haja informações sobre vítimas, nem sobre danos materiais.
O Serviço Hidrográfico da UTB  descartou a possibilidade de que o terremoto desencadeie uma catastrofe. Depois do tremor, registrado às 11 horas, o reitor da UTB, Manoel Batista, pediu calma e garantiu ajuda para todos os prejudicados.

Ásia VIII

30 de outubro de 2011
Ásia VIII

— Dubai, dentro do deserto da Arábia, localiza-se ao longo da costa sul do Golfo Pérsico na Península Arábica, e tem aproximadamente 2.300.000 habitantes. É uma cidade futurista, fabricada, artificial. Chamam-na de Disneylândia dos Adultos.
— Istambul, como Paris, exige várias semanas de atenção de quem pretenda conhecer os pontos essenciais da sua história, beleza, diversidade cultural e das dezenas de lugares turísticos únicos no mundo.  Por isso quem a visita no corre-corre de turismo de grupo, quase sempre experimenta, no momento da despedida, a sensação do desejo de retornar com mais tempo aos labirintos dessa cidade inesquecível. 
DUBAI — Não tem nenhum rio ou oásis natural, no entanto, possui estuário natural, a Enseada de Dubai, que, dragada, tornou-se suficientemente profunda para que navios de grande porte possam atravessá-la. É o maior porto artificial do mundo. A cidade é mundialmente conhecida por ser extremamente futurista e por seus enormes arranha-céus e largas avenidas. 
É o paraíso para quem viaja exclusivamente para compra novidades. Dubai, por isso mesmo, é a Meca do luxo; pode ser considerada também a Las Vegas do Oriente, pois tudo é permitido dentro dos hotéis; e, como já disse alguém, é a Disney dos adultos. DUBAI, minha gente, é tudo isso e muito marketing. Uma bela ilusão de concreto e aço para quem já fez na vida tudo o que quis e não tem mais o que fazer com o dinheiro que sobrou.  É cidade única no mundo para quem já viu tudo e não tem mais nada de novo e belo a visitar.
Dubai é famosa também por suas obras grandiosas e de forte apelo turístico. Dentre elas, podemos destacar as Palm Islands, o arquipélago The World, o hotel Burj Al Arab e o edifício Burj Dubai.
PALM ISLANDS são três arquipélagos artificiais no formato de palmeiras. É um grande ponto atrativo da cidade e tem como objetivo aumentar o turismo em Dubai. Mesmo sendo artificial, foram usados apenas materiais naturais (areia e pedras) para a construção do arquipélago, em vez de concreto e aço, mais aconselhados para esse tipo de estrutura. Uma segunda ilha artificial com formato de palmeira está em construção, já em estágio avançado. É prevista a construção de uma terceira ilha no formato de palmeira. Em cada braço dessas palmeiras estão sendo construídos elegantes hotéis e luxuosas residências.
THE WORLD é um arquipélago artificial com cerca de 300 ilhas organizadas à semelhança do mapa-múndi. Dessas ilhas, ainda em construção, noventa e tantos por cento já foram vendidas. Os compradores são grandes cadeias hoteleiras, empresas multinacionais, milionários e celebridades, que, de acordo com a localização e dimensões, pagam de 6 a 36 milhões de dólares pelo imóvel.
HOTEL BURJ AL ARAB é um dos hotéis mais luxuosos de Dubai. Foi construído sobre uma ilha artificial, com 321 metros de altura, sendo a segunda estrutura mais alta usada como hotel. O edifício imita a vela de um barco, e hoje é um dos principais cartões postais de Dubai. O mais alto hotel é o Rose Tower, também em Dubai. 
BURJ DUBAI (Torre de Dubai,foto acima) é o arranha-céu mais alto do mundo.   O Burj Dubai superaria não somente o maior arranha-céu do mundo, Taipei 101, mas também a estrutura não suspensa por cabos em terra firme mais alta do mundo, a Torre CN, e a estrutura mais alta do mundo, a Torre da KVLY-T. Um Hotel Armani (o primeiro deste tipo) adquiriu os primeiros 37 andares. Sessenta e quatro andares serão ocupados por apartamentos privados. As corporações e as suítes ocuparão a maior parte dos espaços restantes. O Burj Dubai também terá o elevador mais rápido do mundo, superando o do Taipei 101, em Taipé, com a velocidade de 18 metros por segundo (65km/h).
ISTAMBUL — Metrópole com cerca de 13 milhões de habitantes é a única cidade do mundo a pertencer a dois continentes, metade fica na Ásia, metade na Europa. É a maior cidade da Turquia, a quinta entre as maiores megalópoles do mundo. Foi denominada Bizâncio até 330 e Constantinopla até 1453, depois, com a dominação turca passou a chamar-se Istambul, seu nome oficial a partir de 1930. Embora a capital do país seja Ancara, Istambul é o principal polo industrial, comercial, cultural e universitário do país. É a sede do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla da Igreja Ortodoxa.
A seguir indicarei alguns lugares de Istambul que devem ser visitados seja qual for o tempo disponível na cidade. 
PALÁCIO TOPKAPI. Residência principal do sultão Mehmet II, construído entre 1459 e 1465, transformado em museu aberto ao público a partir de 1924 (Na foto ao lado detalhes de um dos salões). Se não administrarmos bem o tempo, não vamos ver mais nada, porque o Topkapi é tão surpreendente que nos faz esquecer o longo roteiro a cumprir.  As coleções são fantásticas: joias, pedras preciosas, relógios, trajes imperiais, armas, relíquias do profeta Maomé, relíquias de São João Batista e uma infinidade de utensílios da cozinha do palácio, inclusive inúmeros objetos e alfaias de prata. A coleção de porcelana chinesa do Topkapi é a maior do mundo fora da China. Os moradores do palácio consumiam por dia cerca de doze mil refeições!  Notei que os latino-americanos presentes, principalmente as mulheres, dedicaram muito maior atenção ao harém, onde o sultão mantinha mais de mil mulheres e centenas de eunucos! Com diversos jardins e pátios o Topkapi ocupa área de 70.000m², duas vezes a área do Vaticano! 
BASÍLICA DE SANTA SOFIA. Inaugurada pelo imperador Justiniano em 537, é um dos maiores feitos arquitetônicos do mundo. Até 1453, quando foi transformada em mesquita, era a maior igreja do mundo. Se essa transformação não tivesse ocorrido teria continuado como a maior do mundo até 1590, quando foi terminada a Basílica de São Pedro, em Roma, pouco maior que Santa Sofia. A basílica não impressiona apenas pela sua dimensão, mas por toda a sua arquitetura, iluminação, mosaicos bizantinos e pelo fato de ter resistido aos fortes terremotos que têm afligido Istambul ao longo dos séculos. A voz da tradição diz que as obras desse extraordinário monumento custaram ao imperador Justiniano nada menos do que o equivalente a 18 toneladas de ouro! Hoje não é Basílica nem Mesquita, é o Museu mais visitado de Istambul.
MESQUITA AZUL. É conhecida por esse nome devido às diversas tonalidades azuis dos azulejos que decoram suas paredes internas e os ricos vitrais na mesma tonalidade. Foi construída nos anos 1609/1616 em frente à Basílica de Santa Sofia e é a única mesquita de Istambul que possui seis minaretes. Projetada pelo prolífico e genial arquiteto Mimar Sinan, considerado o Miguel Ângelo otomano, é uma das obras-primas da arquitetura na Turquia. Tal como o Palácio Topkapi e a Basílica de Santa Sofia está incluída como monumento do Patrimônio Mundial da UNESCO.
GRANDE BAZAR — É um dos maiores e mais antigos mercados cobertos do mundo, com 60 ruas e mais de 4.000 lojas. É movimentado diariamente por nunca menos de 250 mil pessoas, clientes locais e turistas, sendo que esse quantitativo vez por outra dobra!  Foi inaugurado em 1461. É bem conhecido pelas suas joalharias e lojas de cerâmicas, especiarias e tapetes. Além das lojas na área do Bazar há duas mesquitas, algumas residência, muitos restaurantes e quatro fontes. Para que se visualize mentalmente o gigantismo desse mercado não há necessidade de nenhuma outra informação a não ser a que nele trabalham 25.000 empregados!    
PASSEIO DE BARCO PELO BÓSFORO — O Bósforo é o estreito que separa a Ásia da Europa em Istambul.  Os melhores pontos turísticos de Istambul, como os que acima apontei, localizam-se no lado europeu da cidade, mas a sua maior população reside no lado asiático. Há duas pontes sobre o Bósforo, unindo as duas partes de Istambul, ou seja, a Europa à Ásia. O Bósforo liga o Mar Negro ao Mar de Mármara e tem comprimento de aproximadamente 30km e largura de 550 a 3000 metros. Sua profundidade varia de 36 a 124 metros no meio do estreito. Um passeio de barco pelo Bósforo proporcionará visão ampla dos dois lados da belíssima Istambul.
Procurador federal e ex-prefeito de Caicó

As mulheres fazem amor. Os homens, sexo

Duas mulheres conversando:
- Como foi sua transa ontem? 
- Uma catástrofe! Meu marido chegou do trabalho, jantou em 3 minutos, depois tivemos sexo durante 4 minutos e após 2 minutos, ele já estava dormindo! E sua transa, como foi? 
- Foi fantástica! Meu marido chegou em casa levou-me para jantar fora e depois passeamos à pé, durante 1 hora até voltarmos para casa. Após 1 hora de preliminares à luz de velas, fizemos sexo durante 1 horae, no fim, ainda conversamos durante mais 1 hora! 
Os dois maridos conversando: 
- Como foi tua trepada ontem? 
- Foi fantástica! Cheguei em casa e o jantar estava na mesa; jantei, dei uma rapidinha e dormi feito pedra! E a sua? 
- Uma catástrofe! Cheguei em casa e tinha parado a força. Tive que levar minha mulher para jantar fora. A comida foi uma porcaria e caríssima, tão cara que fiquei sem dinheiro para pagar o táxi de volta. Tivemos de voltar a pé, chegamos em casa e como ainda não tinha eletricidade, fomos obrigados a acender velas! Eu estava tão estressado que precisei de 1 hora para fazer o bicho levantar e mais outra para conseguir gozar. Fiquei tão irritado que perdi o sono e tive de aguentar mais uma hora de conversa fiada...

ARTIGO

O crime compensa 
João Ubaldo Ribeiro

Distinto leitor, encantadora leitora, ponham-se na pele de quem tem de escrever toda semana. Não me refiro à obrigação de produzir um texto periodicamente, sem falhar. Às vezes, como tudo na vida, é um pouquinho chato, mas quem tem experiência tira isso de letra, há truques e macetes aprendidos informalmente ao longo dos anos e o macaco velho não se aperta. 
O chato mesmo, na minha opinião, é o "gancho", o pé que o texto tem de manter na realidade que o circunda. Claro, nada impede que se escreva algo inteiramente fantasioso ou delirante, mas o habitual é que o artigo ou crônica seja suscitado pelo cotidiano, alguma coisa que esteja acontecendo ou despertando interesse.
Pois é. Hoje, outra vez, qual é o gancho? 
Quer se leia o jornal, quer se converse na esquina, só se fala em ladroagem. Roubalheiras generalizadas, desvios, comissões, propinas. 
Rouba-se tudo, em toda parte. 
Roubam-se recursos do governo na União, nos estados e nos municípios. 
Roubam-se donativos humanitários e verbas emergenciais destinadas a socorrer flagelados. 
Rouba-se material, rouba-se combustível, rouba-se o que é possível roubar. 
Qual é, então, o gancho? 
Só pode ser a ladroagem. 
Não há outro, pelo menos que eu veja. É o tema do dia, não adianta querer escolher outro, ele se impõe.
Hoje creio que não há um só brasileiro ou brasileira (de vez em quando eu acerto no uso desta nova regra de distinguir os gêneros) que não tenha a convicção de que pelo menos a maior parte dos governantes, nos três poderes, é constituída de privilegiados abusivos e larápios, no sentido mais lato que o termo possa ter. 
Já nos acostumamos, faz parte do nosso dia a dia, ninguém se espanta mais com nada, qualquer mirabolância delinquente pode ser verdade. 
E também já nos acostumamos a que não aconteça nada aos gatunos. 
Não só permanecem soltos, como devem continuar ricos com o dinheiro furtado, porque não há muita notícia de devoluções.
Ou seja, por mais que alguma autoridade nos diga expressamente o contrário, usando um juridiquês duvidoso e estatísticas entortadas, a verdade é que, no Brasil, o crime compensa. 
Presumo que até os assaltantes pés de chinelo tenham pelo menos a vaga percepção de que todos os poderosos roubam e, portanto, fica mais uma vez comprovado que quem não rouba é otário. 
Às vezes, chega a parecer que existe uma central programadora de falcatruas, pois a engenhosidade dos ladrões não tem limites e, hoje, analisar somente os golpes dados em um ou dois ministérios requereria um profissional especializado, com anos de estudo e experiência. 
É criado um órgão ou despesa, aparece logo uma quadrilha dedicada a furtar desse órgão ou abiscoitar essa despesa. Suspeitamos de tudo, de obras públicas a loterias, da polícia aos tribunais. 
Contamos nos dedos os governantes, em qualquer dos três poderes, em que ainda acreditamos que podemos confiar - e é crescente a descrença neles, bem como o cinismo e a apatia diante de uma situação que parece insolúvel e da qual, como quem cumpre uma sina má, jamais nos desvencilharemos.
Não seria de todo descabida a afirmação de que somos uma sociedade sem lei. 
Sob certos aspectos, somos mesmo, porque as nossas leis não têm dentes, não mordem ninguém. 
Mesmo na hipótese de um assassinato ser esclarecido, o que está longe da regra, estamos fartos de ver homicidas ficarem praticamente impunes por força de uma labiríntica e deploravelmente formalista rede de recursos, firulas jurídicas e penas brevíssimas. 
A possibilidade de, mesmo confesso, um homicida jamais ser de fato punido, a não ser muito levemente, é concretizada todo dia.
Aqui matar é cada vez mais trivial e muitos assaltantes atiram pelo prazer de atirar, matam pelo gosto de matar.
Não sei em que outro país do mundo o sujeito entra numa delegacia policial levando o cadáver da vítima, mostrando a arma do crime e confessando sua autoria, para ser posto em liberdade logo em seguida, já cercado de advogados e manobras para evitar a cadeia. 
É difícil de acreditar, mesmo sabendo-se que é verdade documentada. Réu primário, moradia conhecida, ocupação fixa etc. e tal e o sujeito vai para casa quase como se nada tivesse acontecido, talvez até trocando um aperto de mão com o delegado, como já imaginei aqui. 
Ou seja, é crime, mas é mole matar no Brasil, o preço é muito em conta. 
E essa situação não envolve apenas os ricos, porque os outros também estão aprendendo, como foi o caso de um jovem assaltante de São Paulo, que muitos de vocês devem ter visto na TV. 
Apresentou-se numa delegacia espontaneamente, é réu primário, tem residência fixa etc. etc. Embora tenha posto a culpa na vítima, por esta haver reagido, confessou o crime. 
Foi solto logo em seguida, saindo muito sorridente da delegacia. 
E, se um dia vier a ser condenado, contará com um mar de recursos à sua disposição, complementados pelos benefícios a que terá direito, com a progressão da pena.
Já tive oportunidade de dizer aqui que a melhor maneira de assassinar alguém no Brasil é encher a cara, sair no carro e atropelar a vítima. 
Encher a cara é agravante em toda parte, mas aqui parece funcionar como uma espécie de atenuante. 
Fica-se discutindo se o homicídio é doloso ou culposo, se o que vale no caso é o Código de Trânsito ou o Código Penal e, no fim das contas, o que acontece é o atropelador pagar fiança, ir embora para casa e esperar, na pior das hipóteses, ser enquadrado numa dessas leis desdentadas e cumprir pena em liberdade, ou quase isso. 
O que, somado ao que está dito acima, leva mesmo a concluir que, entre nós, o crime compensa. 
E, talvez graças aos exemplos dados por parlamentares e outros governantes, estamos assistindo à democratização da impunidade, que gradualmente deixa de ser privilégio dos ricos e poderosos para se estender a todos. 
Tá dominado. 
Publicado no jornal O Estado de S.Paulo em 23/10/2011

POEMA

Cidade dos Reis
Janduhi Medeiros

Quando atraquei em Natal,
Ainda nos idos das casas noturnas,
As ondas da resistência espumavam liberdade
Nos portos das praças com a âncora da tropicália.

Câmara Cascudo era um troféu solitário,
Que a Junqueira Aires exibia ao mundo dos hábitos. 
Vivi a atmosfera mascate da Ribeira.

Circulavam nas ruas os trilhos dos armazéns
E a lembrança do encontro militar que celebrou
A aventura da guerra. 

O porto adoçava o movimento dos cabarés,
Aroma de navios entupidos de manufaturas,
Restos de grãos pelo crepúsculo, com a calçada 
Que dava um gosto de açúcar ao ar.
O entardecer das Rocas 
Oferecia tapiocas nativas aos bares da prosa.

Invariavelmente,
O terminal de passageiros anunciava partida de carruagens 
Lotadas de retirantes com destino às chaminés do sul.

A triste viagem movia os sentimentos da melancolia
Nos caminhos da injustiça
Como um barco atracado no verão, num leito de lágrimas.

As tardes eram de café
Tardes aromáticas de repartições,
Porque não só os retirantes, o estivador,
As esquinas, as vendas, mas a política, a burocracia
Por ali degustavam as tardes
Contemplando o rio que deu origem a tudo.

A descoberta do Potengi foi de dor
A nau do além-mar ancorou entre o manguezal
E arquitetou o forte combate.
Talvez por isso o verão amargo da Ribeira
Tenha construído o sabor açucarado da vida,
Como calor de canavial, sangue de entardecer,
Gosto de mel nas águas salgadas do cais. 

Desejo você

Criss Kelly

Com Sedução no Olhar,
Toque das Mãos,
Corpo no Corpo...
Cheiro de Sexo,
Palavras Sem Nexo.
Arrepios na Pele...
Sussurando Meu Nome,
Explodindo de Prazer
E descansando em mim.

Vestida de amor

Hercília Fernandes
Vieste estranho,
tamanho silêncio a queimar
lábios
em sonho, versos rosados
drapeados à pele castanha
a dizer-me, entranha, quão
estranha estou
isso, por tu me vestires
de amor.

sábado, 29 de outubro de 2011

BAR DE FERREIRINHA - ESTILO

Salada, é o caralho!
Nalva Gina

Tenho um conselho valioso para dar a você, menina: se você acabou de conhecer um rapaz, tente disfarçadamente descobrir como é sua barriga.
Se for musculosa, estilo Tarzan, torneada, modelo tanquinho, fuja!
Comece a correr imediatamente e só pare quando estiver a uma distância bem segura.  
É fria, vai por mim.
Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp.  
Se não, não presta ou e viado.
Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. 
Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado mesmo, e você vai adorar.
Com ele, você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque ele não sabe e nem se importa. 
Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar.
Basta dar duas vezes por semana pra ele que está tudo maravilhoso.
Se ele souber cozinhar, então! 
Mulher, se jogue porque você encontrou a sorte grande, amiga. 
Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, até as que ele viu na TV, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. 
Pelo contrário, ficará feliz.
Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortáveis! 
Peludos, então, meu Deus me segure!!!
Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. 
Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta: terrível!
Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso é que é conforto. 
E na hora de dormir de conchinha, então?
Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.
Mulheres inteligentes, chega de ter a consciência pesada após beber aquela cervejinha, ou aquele vinho, e comer aqueles petiscos.
Chegou a vez de vocês!
Salada, é o caralho!
Nalva Gina é sexóloga e consultora de estilo do Bar de Ferreirinha