sábado, 31 de outubro de 2009

François,CDC e Nina

Natal, 31 de outubro de 2009

Caicó não é uma cidade, é uma pátria.

(François Silvestre de Alencar)



POEMA de

Chico Doido de Caicó


Muitos são doutores em astrologia

Alguns são doutores em politicagem

Outros são doutores em teologia

Vários são doutores em viadagem

Chico Doido é doutor em bucetologia

Os demais são doutores em sacanagem.


Nota:

Amanhã, dia do lançamento do livro-álbum sobre

os 50 anos do Bar de Ferreirinha,

entrevista exclusica com Chico Doido de Caicó,

diretamente do Além.


EXTREMOS

Nina Rizzi

[ in Putas Resolutas, em 10/07/2008 ]

I- o machista

ela, que é tão sensível,

não sabe do terrível odor de suas entranhas,

que não suporto chupá-la

e odeio ser de companhia?

é como todas

: basta um tapa

uma estocada mais fundo

pra impregnar feito carrapato



II- a femista

ele, que é tão sabichão,

não sabe do seu grotesco suor,

do bafo, do pinto mole,

e que não quero sua companhia?


é como todos

: basta um olhar,

uma língua nos lábios ou mais fundo

pra achar que já sou sua


Tudo isso tá no Balaio Porreta de hoje  do mestre Moacy Cirne.

Aguardamos com muita ansiedade a entrevista com CDC...

Prima do meu amigo

Olha eu aqui de novo.Vou continuar com a serie, "Escritos Inocentes"


Eu a conheci em um churrasco de colegas. Era prima de um grande amigo meu. Uma menina nova, com apenas 19 anos. Ele a cercava de mimos, carinhos e, principalmente, cuidados , afinal, éramos um grande grupo de amigos, na imensa maioria homens. Todos de olho na garota À primeira vista, não tinha nada demais: cabelos castanhos na altura dos ombros, olhos castanhos, pele clara. A boca era carnuda. No conjunto, era uma mulher como outra qualquer – mas tinha aquele “algo” que é impossível descrever com precisão: só estando ali em carne e osso para saber.

Conversando com ela, seu sorriso, seu olhar, suas maneiras... Tudo era irresistível. Que o primo me desculpasse, mas não resisti. Comecei a cortejá-la de todas as maneiras que sabia: piadas, gracejos, elogios, chamegos... Aos poucos, ela começou a ceder, mas não dava para fazer nada naquele churrasco cheio de gente (e, pior, ao alcance dos olhos de meu amigo).

Então, arrisquei. Chamei a lolita para sair no dia seguinte. Ela, para minha surpresa, aceitou sem hesitar. Combinamos de jantar juntos, quem sabe sair para dançar em seguida? No dia seguinte, fui buscar ela em casa. Ela saiu, e novamente aquele “algo” se fez presente. Com uma calça jeans simples, de cintura baixíssima, barriga torneada, miniblusa e salto alto, não se esforçava por chamar a atenção – mas conseguia. Tive de me concentrar para não colocar tudo a perder. Parei de olhar para a bunda pequena e firme e tentei puxar papo.

Correu tudo bem. Fomos ao restaurante, conversamos, demos risadas, bebemos, comemos, nos divertimos. Depois, saímos novamente, dessa vez para uma balada que ela escolheu. Senti-me um pouco velho para tudo aquilo, mas aquela menina fazia tudo valer a pena. Esqueci a música eletrônica e a garotada se espremendo na pequena pista e fui pegar bebidas pra gente.

Voltei com duas caipirinhas. Começamos a beber, dançar, conversar, e, no fim do primeiro copo, nos beijamos. Um arrepio correu por toda a minha espinha. Senti-me um adolescente, mas algumas coisas continuavam bem adultas. Excitadíssimo, não pude mais me conter. Comecei a apertá-la contra o meu peito, enquanto a beijava e mordia atrás de sua orelha. Ela começou a corresponder.

Depois de uma certa experiência, sabemos quando uma mulher está excitada de verdade. Não tem nada a ver com aqueles gemidos falsos, encenados, que vemos na tevê. A respiração fica mais pesada, até ofegante, o cheiro muda. Não dá para descrever, mas dá para sentir. Eu não agüentava mais e, então, resolvi jogar minha cartada final: “Vamos sair daqui?”. Ela apenas concordou com a cabeça.

Por mais incrível que pareça, não conseguia encontrar um único motel! Não podia deixar aquele clima acabar. Parei em um drive-in... Novamente, me senti um adolescente! Mal estacionei o carro dentro do box, ela  me surpreendeu. Abaixou a cabeça e abriu minha calça. Tirou meu pau para fora e o colocou na boca.

Não sei se era devido à minha excitação, mas foi a melhor sensação que tive em anos. Aquela boca quente e úmida, a língua macia, que passeava pela cabeça, por todos os lados. Olhava a cena maravilhado, meio que não podia acreditar. Afinal, um dia antes, aquela era apenas a prima do meu amigo, a priminha menor, inocente e intocável.

Agora, lá estava ela, ajoelhada no banco do passageiro, chupando o meu pau em silêncio, de olhos fechados. Comecei a tirar suas roupas. Ela ameaçou parar o boquete, mas pedi que continuasse. Sua calcinha era algo fantástico. Minúscula, branca, com tirinhas, estampada com estrelinhas. Uma mistura de sexo e inocência.

Nessa hora, deixei o animal que todos nós temos em algum lugar tomar conta. Puxei-a pelos cabelos com a mão direita, joguei-a no banco e, com a mão esquerda, puxei a calcinha para o lado. Comecei a colocar meu cacete, que já doía de tão duro, para dentro dela.

Ela pediu que eu fosse um pouco mais devagar. Ignorei. Empurrei tudo de uma vez, ela soltou um gemido mais forte. Parei um pouco, já inteiro dentro dela, e esperei que a dor passasse. Ela estava inteira ensopada, e eu, maluco. Comecei a bombar alucinadamente, enquanto ela me olhava com uma cara angelical.

Eu lhe puxava os cabelos, apertava a bunda, as pernas, os peitos, mordia o pescoço. Ela só me olhava, quieta. De vez em quando, um gemido mais forte. No resto, ficava obediente, apenas concordando com o que eu lhe mandava fazer.

Não pude agüentar muito tempo. Em poucos minutos, senti que não dava mais para segurar e apertei-lhe com força contra meu corpo. Gozei. Gozei como nunca havia gozado, gozei muito, como se a quisesse marcar com a minha porra, para que ela não se esquecesse jamais de mim. Para que todas as vezes que transasse com um namorado (afinal, uma jovem de 19 anos ainda teria muitos) se lembrasse de mim.


Por:C. Jabureiro...

Férias

Pegação de risco


Não ia contar nada hoje não, vocês tem que ficar curiosos. Mas eu não resisti. Lembrei de uma história que merece ser contada aqui, então, preparados?

Sair de casa, ir pra um lugar que ninguém te conhece, me faz piorar um pouco, no bom sentido, obviamente. Tirei férias de mim mesma e da minha vida, e fui pra casa de umas amigas. Sem pai, mãe, nada, só farra! Saimos beber...Foi a semana da desgraça.

Cheguei e ja parei numa mesa de snooker. Cerveja pedia snooker aquele dia. Mulher numa mesa daquelas é excitante. Eu se fosse homem, teria a tara de comer uma mulher numa mesa daquelas. Mas como graças a Deus nasci mulher, Tenho vontade de dar pra um homem numa snooker table. É perfeito. Imagino a cena - contarei depois, imaginem vocês somente!

Então, enquanto eu esperava pra jogar, encostada no taco, pensando em como eu queria me aventurar no tempo fora de casa, vi um cara entrar na porta no local onde eu estava.

Moreno, cabelo com topete, alto. Sorriso marcante, e ele parecia ser o bambambam do lugar ali, todas as meninas babavam. Meu lado fêmea instintiva tomou conta de mim. Eu queria aquele homem, e pra minha sorte, ele conhecia minhas amigas!

O peixe iria cair na isca mais fácil do que o previsto. MARAVILHA!

Jogar charme é certeiro numa hora dessa. Mas com ele não ia dar certo. Ele tinha mais atitude que eu, e ja sabia que uma amiga, das amigas dele (e minhas) estaria viajando, o que adiantou o meu lado.

Ele seria muito melhor do que eu. Pegador NATO. O que ele não sabia, é que o que ele quisesse ali, naquele lugar estranho, eu faria.

Deu um beijinho de amigo em cada uma das meninas que estavam na roda, e não me beijou. Num primeiro instante eu fiquei puta, e faria ele pagar, obvio. Comigo criança que brinca com fogo, faz xixi na cama. Virei e simplismente não liguei pro 'não beijo' que ele me deu.

Mas fiquei por perto, bebendo, rindo e encarando ele. Homem adora mulher que mostra o que quer. Parei de jogar snooker, e fiquei no balcão. Quando sinto um puxão violento daquele homem, e eis que ele me beija! Ponto pra mim!

Beijava gostoso, sabia que ele seria um cafajeste dos grandes, e eu não fiz cena não, deixei ele me conduzir o quanto quis. Mas, se tem uma coisa que eu odeio, é platéia. Prefiro ficar isolada, assim faço tudo que tenho vontade, sem constranger terceiros.

No lugar havia como se fosse uma sala, que não estava sendo usada. Ele me puxou pra lá, e eu fui, mas não imaginei o que ele queria ali. Começou a me beijar de um jeito tão louco, que eu me excitei fácil. Minhas mãos percorriam as costas dele e puxavam o cabelo dele com tanta força que deixei a marca das minhas unhas de arranhá-lo. Senti o pau dele durinho por cima da calça, e judiei um pouco mais. Virei de costas pra ele, com ele prensado na parede e rebolei de leve. Esfregando minha bunda no pau dele. Isso todos os nossos amigos espiando, um mero detalhe que merece ser ressaltado.

Ele mais do que de forma rápida percebeu uma folguinha na minha calça jeans, e colocou a mão na minha buceta minando por ele. Quando ele sentiu a minha buceta fervendo e molhada até gemeu!

Virei de frente pra ele, e beijando aquela boca carnuda desabotoei a calça dele e masturbei ele ali mesmo, correndo risco de qualquer um aparecer e nos pegar no flagra. Meu coração batia tão forte que ele disse depois que sentia. Não deixei ele gozar ali, e também me segurei pra não fazer isso.

Quando ele ia gozar parei de masturbá-lo, tirei a mão dele da minha buceta, fechei a minha calça e sai andando, deixando-o sozinho.

Peguei um copo de cerveja e sentei na mesa, com as pernas cruzadas, e isso me encomodava, pq minha buceta queria mais, minha calcinha tava totalmente molhada daquela preliminar perfeita.

Decidimos ir embora, e ele me levou pra casa dele. Sim, no primeiro encontro. Eu sabia que iria embora no outro dia de manhã e não veria a cara dele nunca mais, então ia matar a minha vontade e aproveitar minhas férias.

Fomos de transporte coletivo embora. Ônibus. De madrugada, ninguém, ou quase ninguém perto. Ele tinha uma blusa que desfarçava, sentamos e eu o beijei e peguei a blusa e joguei em nossos colos. Ele abriu minha calça e eu a dele, e nos masturbamos o caminho todo. Não aguentei, gozei ali mesmo, mas segurei pra que ele não gozasse, pois eu queria mais, eu tinha uma noite inteira pra transar com ele, e eu queria aproveitar.

Chegamos no prédio em que ele morava, passamos pela portaria, mas dava pra perceber meu tesão pelo olhar. Dentro do elevador eu beijava ele com muito tesão, um beijo maravilhoso, bem dado, modéstia a parte.

Entramos no apartamento e ele começou a tirar a roupa dele na sala. Ficou só de cueca box preta. Ao ver a cueca dele, fiquei com mais tesão ainda. Homens de cueca box, eu adoro!

Entramos no quarto, pois ele não morava sozinho, e transamos noite a dentro, eu gozei muito! Gemia tão alto que pra não acordar ninguém pedia pra ele me beijar, pq eu não conseguiria parar. O feeling foi perfeito. A transa então...Eu rebolava com tanta vontade no pau dele, que foi ai que eu realmente peguei gosto por ficar em cima. Quando ele me pegou de 4, eu pedi que ele me chamasse de vadia, pq realmente eu gostava muito daquilo, e tava sendo tão intenso e promíscuo aquilo tudo, que eu queria somente ser uma vadia. Ele metia com força, quanto mais eu pedia pra ele meter forte, mais devagar ele ficava, pra me surpreender depois...Rebolava de quatro no pau dele com muito tesão! Teria valido a pena a aventura.

A aventura? Quem disse? Não parou por ai! Só sai da casa dele pra voltar pra minha rotina. Hibernamos a semana inteira! Imaginem quanto não transei com aquele homem...

Por:"Quenguinha"

Joãozinho sacaneando o pai

Um vendedor toca a campainha numa casa. É Joãozinho que atende:
- Bom dia! Posso falar com seu pai?

- Acho que não - responde Joãozinho - ele esta tomando banho.

- Então posso falar com sua mãe?

- Ela também esta tomando banho.

O sujeito insiste:

- Bom, eu vou esperar. Não vai demorar muito...

- Como quiser - responde Joãozinho - só que acho que vai demorar algumas horas.

- É? Por que?

- Porque meu pai pediu o tubo de vaselina e eu lhe dei o Super Bonder!

A carta do sogro ao genro

Querido Carlos, Meu Digníssimo Futuro Genro.


Não consigo dormir desde que prejudiquei o seu namoro com minha filha e estou escrevendo esta carta na esperança de que você esqueça o que eu disse e me perdoe.

Quando o vi pela primeira vez, fiquei surpreso com suas tatuagens e o brinco no nariz, mas hoje vejo que isso não é assim tão importante. Vejo, também, que andar de moto em alta velocidade e sem capacete não é assim tão perigoso, desde que seja tomado cuidado com os demais veículos do trânsito.

Vejo, também, que a minha reação ao fato de você nunca ter trabalhado foi bastante inadequada e demasiadamente radical e injusta. Agora estou bastante convicto de que muita gente boa e capacitada também deve viver sob pontes e dormindo nos parques.

Entendo, também, que o fato de minha filha ter apenas 16 anos e querer se casar com você, e abandonar a idéia de fazer a faculdade de Medicina. É simplesmente uma alternativa para a sua formação, já que nem tudo na vida aprende-se nos livros e na escola.

Às vezes eu percebo quão conservador e chato eu posso estar sendo quando interfiro em assuntos dessa natureza e reconheço que estava errado, redondamente errado.

Fui muito intransigente ao ser contra o namoro de vocês e gostaria de me desculpar dizendo que o casamento de vocês terá a minha benção incondicional.

Um Carinhoso e Forte Abraço.

Do Seu futuro Sogro.

P.S. Ia me esquecendo, Parabéns por acertar Mega-Sena!

Resposta do ex futuro genro;

"Vá tomar no cú,você sua filha e a puta que o pariu"

Acidente

Piada que era contada por David Cunha o "Espanta Jesus"
O vôo era da ponte aérea entre São Paulo e Rio de Janeiro. Como sempre, o piloto liga o microfone e começa a passar informações aos passageiros:

-Senhores passageiros, neste momento estamos a 8 mil pés de altitude, em céu de brigadeiro, com velocidade de cruzeiro de 780 quilômetros por ora e estamos sobrevoando a ........

De repente, os passageiros ouvem:

-NÃO! OHHHHH, NÃÃÃO MEEU DEUUSS!

Em seguida, ouve-se nos auto falantes vários barulhos assustadores..

Momentos de pânico e espanto geral se seguem... mas o vôo continua normal...

Daí a pouco, o comandante pega o microfone e, meio sem graça, tenta se desculpar:

-Senhores passageiros, desculpem o grito, mas derrubei a minha xícara de café quente, que caiu em cima de mim. Vocês precisam ver o estrago que fez na parte da frente das minhas calças!

Então, um homem duns quarenta anos levanta e grita:

-Seu fiilhoo da puuuuutaaaaaaaaa! Vem aqui ver o estrago que você fez na parte de trás das minhas calças!



.

Sacanagem

Dona Ruth não sabia, mas o FHC tinha uma secretária boazuda.

 A tal era doidinha pelo presidente, mas ele não sabia disto também.

Um dia, fim do expediente, ela entra na sala dele com um vestido bem decotado, no estilo “tô afim, mesmo!”.

Aí ela fecha a porta com a chave, caminha rebolante até a mesa do “homem” e, com aquela cara de puta malandra, propõem:

 Presidente, vamos fazer uma sacanagem?

-Vamos! Onde é que eu tenho que assinar?

Discreta

 

Da travesti baiana Thaynna, que ficou famosa na Itália ao ser envolvida num escândalo sexual com o governador do Lazio, à CNN e à BBC, quarta:

Já transei com dois ou três jogadores brasileiros famosos, mas não vou revelar quem são.

 Sou uma bicha discreta!

Moral da história;

Dar o cú na Itália tem futuro.

 Ah, bom!

Mineiro defende nome de Bibica

O PT ainda não definiu seu posicionamento em relação ás eleições majoritárias de 2010 no Rio Grande do Norte.
Mas o deputado Fernando Mineiro defende que o partido estabeleça um pré-acordo com o PBF em torno do nome do empresário caicoense Bibica de Barreira.

Em troca, o PBF assume apoio a candidatura da ministra Dilma Rousseff a presidência da República.

Mineiro defendeu o pré-acordo em artigo publicado no seu blog na internet.

“Defendo que o PT avance nas discussões com o PBF e estabeleça com esse partido um pré-acordo programático-eleitoral com vistas às eleições de 2010, afirmando a disposição de apoiar a candidatura de Bibica  ao Governo do Estado e iniciando, já, o processo de elaboração de uma Proposta de Programa de Governo a ser apresentada à sociedade potiguar. Tal acordo pressupõe, evidentemente, o apoio do PBF local à candidatura a Presidente de Dilma Roussef”, afirma Mineiro

Essa é a primeira vez que um dirigente estadual do PT defende publicamente o apoio do partido a um dos pré-candidatos ao Governo do Estado.

Mineiro também defende que o PBF apresente candidatura própria ao Senado

Ele acha que Xexéu e Benedito Santos são candidatos fortes.

“Defendo, ainda, que o PBF apresente duas candidaturas  ao Senado e declare apoio a Dilma, , enfatiza o deputado petista.

A posição de Mineiro não deve agradar aos demais pré-candidatos ao Governo da base governista Robinson Faria, Carlos Eduardo e João Maia.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

A Bronha

Não tinha mais nada para fazer, numa tarde de domingo qualquer...
Fui tomar um banho, já com muitas intenções...

Liguei o chuveiro, a água percorria meu corpo....peguei o sabonete e comecei a passá-lo nos meus braços, peitos.....fiz bastante espuma nas minhas mãos e soltei o sabonete...

Comecei a acariciar meus peitos...eu pegava e apertava com vontade...a sensação era deliciosa....os bicos iam ficando entumecidos...

enquanto a água quente percorria meu corpo e o tesão ia aumentando...

Fiz mais espuma, deslizei uma mão pela barriga até chegar na minha buceta...

a outra continuava a apertar os seios...

Passei os dedos em toda a minha buceta, brinquei de leve com meu clitóris

...enfiei um dedo, depois dois, enquanto apertava a mão toda contra ela.....já não era mais preciso espuma, estava encharcada de desejo...

Cansada desta posição, ajoelhei no chão e continuei a penetrar com dois dedos,

enquanto a outra mão continuava a apertar ora um seio, ora outro....

Duas mãos, em um só compasso, no ritmo do prazer...

Logo, a intensidade e velocidade dos movimentos

foram aumentando e não demorei muito

a gozar...

Encostei a cabeça na parede, decansei.....depois levantei e continuei meu banho...

com um sorriso nos lábios....rsrs....

"Não despreze a masturbação. É fazer sexo com a pessoa que você mais ama".

Escrito Por:"Quenguinha".

Colaboradores

Da Redação

A partir de hoje teremos aqui novos e ilustres colaboradores.

 Ele vão escrever sobre diversos assuntos

O caicoense que morou em São Paulo durante 41 anos e hoje é um simpático senhor de cabelos brancos vai falar bastante sôbre sexo.

Assinará as matérias como:C. Jabureiro.

Já a moça que assina como "Quenga" passará a se chamar "Quenguinha".

Ela vai relatar aqui muitas histórias veridicas, a maioria rolou com ela mesma.

Falará também sôbre sexo.
Também em breve, voltará a colaborar regularmente nesta página o Professor Lantequera que neste momento se encontra em Natal, em visita a familiares e amigos.

O Professor vai falar sôbre politica, economia e é claro putaria.

Aguardem...

Diário de Natal registra lançamento do livro Bar de Ferreirinha 50 Anos - Desde 1959

Deu no Diário de Natal o lançamento do livro Bar de Ferreirinha 50 Anos - Desde 1959.

A edição de hoje do jornal registra o lançamento do livro, previsto para domingo, em matéria escrita pelo jornalista Sérgio Vilar.

Está no caderno Muito, seção divirta-se, na página 15.

Confira a matéria clicando aqui.

Abaixo, a reprodução da página eletrônica do Diário de Natal:

Muito
Edição de sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Divirta-se // Livro narra saga de um bar seridoense


Obra literária de jornalista aborda a história do Bar de Ferreirinha, um dos mais antigos do RN
Sérgio Vilar // sergiovilar.rn@diariodenatal.com.br





Jornalista Carlos Roberto Fontes, 
um grande entusiasta do 
Bar de Ferreirinha 
Foto: Carlos Santos/DN/D.A Press


Butecos são palcos da alegria ilusória e necessária. Butecos escritos com "u" mesmo, e sem pedir licença poética à língua portuguesa porque buteco que é buteco se impõe como instituição cultural sem desejar a alcunha. Pergunte a Ferreirinha. Ele sustenta um desses templos sentimentais há 50 anos. É talvez o buteco mais antigo deste Rio Grande de atividades ininterruptas. Mereceu até livro escrito. Claro, o registro é de um cliente entusiasta, o jornalista Roberto Fontes e do folclórico Clóvis Pereira Júnior, o Pituleira - dos freqüentadores mais antigos do bar.

Caicó, que desde 1959 vive mais feliz, assistirá a festa deste domingo, quando o Bar de Ferreirinha viverá dia atípico para receber a festa literária-etílica do lançamento do livro, editado pelo Sebo Vermelho de Abimael Silva, amante dos livros e das cervejas, do Bar de Ferreirinha ou não. A hora será a partir das... Bom, buteco que é buteco está aberto conforme o desejo ou rotina do cliente. Mas o lançamento mesmo está marcado para as 9h. O Bar fica no coração de Caicó, mesmo no centro. Vale a confraternização - como se precisasse o conselho.

É o seridoense escritor Moacy Cirne quem descreve a importância do livro, logo na apresentação: "...um álbum com fotos de um dado bar (como o de Ferreirinha, por ex., e que não é metido a besta), contando a sua história, recontando as suas emoções mais dionisíacas, registrando seus clientes, é mais do que 'um retrato na parede' do que um livro de simples recordações inertes e/ou passivas. A rigor, no caso presente, é uma acontecência estilicamente substantiva: e se 'viver é muito perigoso', beber é muito saudável. Quando se sabe beber, bem entendido".

Inventário de novas expressões, pós-internet

O Bar de Ferreirinha publica hoje para os seus milhares de clientes e leitores, um pequeno manual de portuguete, uma mistura de português com internet.

Se você tem mais de 40 anos, preste atenção pra não ficar pagando mico (cometendo gafe, lembra?).

Dos anos 70 para os dias de hoje, algumas expressões idiomáticas mudaram.

São tantas, que só conferindo abaixo:

Antes era creme rinse, agora é: condicionador
Antes era obrigado, agora é: valeu;
Antes era é complicado, agora é: é foda
Antes era collant, agora é: body
Antes era rouge, agora é: blush
Antes era ancião e coroa, agora é: véi e véa
Antes era bailinho e discoteca, agora é: balada
Antes era japona, agora é: jaqueta
Antes era nos bastidores, agora é: making off
Antes era cafona, agora é: brega
Antes era programa de entrevistas, agora é: talk-show
Antes era reclame, agora é: propaganda
Antes era calça cocota, agora é: calça cintura baixa
Antes era flertar ou paquerar, agora é: dar mole
Antes era oi, olá, como vai?, agora é: e aê?
Antes era cópia e imitação, agora é: genérico
Antes era curtir e zoar, agora é: causar
Antes era legal e bacana, agora é: manero, irado
Antes era mulher de vida fácil, agora é: garota de programa
Antes era pasta de dente, agora é: creme dental
Antes era cansaço, agora é: estresse
Antes era desculpe, agora é: foi mal
Antes era oi, tudo bem?, agora é: e aê, belê?
Antes era ficou chateada, agora é: ficou bolada
Antes era médico de senhoras, agora é: ginéco
Antes era super legal, agora é: irado
Antes era primário e ginásio, agora é: ensino fundamental
Antes era preste atenção, agora é: se liga
Antes era por favor, agora é: quebra essa
Antes era recreio, agora é: intervalo
Antes era radinho de pilhas, agora é: ipod
Antes era manequim, agora é: modelo e atriz
Antes era retrato, agora é: foto
Antes era jardineira, agora é: macacão
Antes era saquei, agora é: tô ligado
Antes era entendeu?, agora é: copiou?
Antes era gafe, agora é: mico
Antes era fofoca, agora é: babado
Antes era fotocópia, agora é: xerox
Antes era brilho labial, agora é: gloss
Antes era bola ao cesto, agora é: basquete
Antes era folhinha, agora é: calendário
Antes era faxineira, agora é: diarista
Antes era vou verificar, agora é: vou estar verificando
Antes era vidro fumê, agora é: insulfilm
Antes era posso te ligar?, agora é: posso te add?
Antes era tingir uma roupa, agora é: customizar
Antes era dar no pé, agora é: vazar
Antes era embrulho, agora é: pacote
Antes era lycra, agora é: stretch
Antes era tristeza, agora é: deprê
Antes era beque, agora é: zagueiro
Antes era rádio patrulha, agora é: viatura
Antes era atlético, agora é: sarado
Antes era peituda, agora é: siliconada
Antes era professor de ginástica, agora é: personal trainer
Antes era quadro negro, agora é: lousa
Antes era babosa, agora é: aloe vera
Antes era lepra, agora é: hanseníase
Antes era Ave Maria!!!, agora é: Afffff!!!
Antes era caramba, agora é: caraca
Antes era namoro, agora é: pegação
Antes era laquê, agora é: spray
Antes era de montão, agora é: pracarai !!!
Antes era derrame, agora é: AVC
Antes era chapa dos pulmões, agora é: raio-x de tórax
Antes era voce tem certeza?, agora é: fala sério aê!
Antes era banha, agora é: gordura localizada
Antes era bar no fim do expediente, agora é: happy hour
Antes era costureira, agora é: estilista
Antes era negro, agora é: afro-descendente
Antes era professora, agora é: tia
Antes era aquele senhor, agora é: aquele tiozinho
Antes era bela bunda!, agora é: que popozão!
Antes era desculpe, é imposível!, agora é: nem fudendo!
Antes era olha o barulho!, agora é: ó o auê aí ô!

Agenda de Bibica de Barreira

BIBICA GOVERNADOR
Seu  voto  sem  pudor
Sexta-feira - 30 de outubro de 2009
05:00:
Açougue Público de Caicó
07:00:
Café da manhã no Perímetro Irrigado
09:00:
Visita à Feira do Livro do Seridó
12:00:
Almoço com Revil Alves
13:00:
Banho
13:30:
Viagem a Timbaúba dos Batistas
14:00:
Palestra sobre o Pré-Sal na Câmara Municipal de Timbaúba
15:30:
Retorno a Caicó, e caminhada no Samanaú e Salviano Santos
18:30:
Outro banho
19:00
Novena do Rosário
20:00
Pavilhão Cultural e Feira do Livro

Poesia de bar

Oração das mulheres resolvidas

Que o mar vire cerveja e os homens tira gosto,
que a fonte nunca seque,
e que a nossa sogra nunca se chame Esperança,
porque Esperança é a última que morre...
Que os nossos homens nunca morram viúvos,
e que nossos filhos tenham pais ricos e mães gostosas!
Que Deus abençõe os homens bonitos,
e os feios se tiver tempo...
Deus....
Eu vos peço sabedoria para entender um homem,
amor para perdoá-lo e paciência pelos seus atos,
porque ...Deus,
se eu pedir força,
eu bato nele até matá-lo.
Um brinde...
Aos que temos,
aos que tivemos e aos que teremos.
Um brinde também aos namorados que nos conquistaram,
aos trouxas que nos perderam
e aos sortudos que ainda vão nos conhecer!
Que sempre sobre,
que nunca nos falte,
e que a gente dê conta de todos!
Amém


PS: Homens são como um bom vinho: todos começam como uvas, e é dever da mulher pisoteá-los e mantê-los no escuro até que amadureçam e se tornem uma boa companhia para o jantar.

Ponheteira

Nina Rizzi

esse "negócio"de beijo na boca

basta não

: quero corr(o)er

que é tamanha

a montanha de você.

aonde você se meteu

que não

meti-tudos por-raqui

onde (d)entro?

sim, é o diabo que sou

quando me tiram as saias

: pode me ama(n)ssar?

Oferta do dia do Putas Resolutas...

Não precisa cortar

Um empresário bem casado volta de uma viagem de negócios na China.
Lá ele aprontou. Aproveitou para “conhecer” umas chinesinhas muito assanhadas.

 Ao voltar, perceber que seu pau está completamente verde.

Apavorado, ele esconde isso da mulher do jeito que pode e vai consultar um médico.

O médico olha o dito cujo do sujeito e diz debochando:

-Você foi para a China! Né!?

-Sim. É verdade.

-E conheceu umas putas de por lá!

-Também é verdade!

-Infelizmente, você dançou. Isso não tem cura. Vamos ter que cortar!

O homem nem acredita no que ouve.

 Ele vai ver outro médico, mas o diagnóstico é o mesmo.

 Ele cai em depressão e vai consultar um urologista que também repete o diagnóstico.

Finalmente, decide confessar suas escapadas à mulher que, depois de uma grande briga e uma puta bronca, diz para ele ir a ver um médico chinês, um legítimo, lá na China.

Afinal eles devem estar acostumados com esta doença.

O sujeito volta então para a China e marca uma consulta com um médico de renome. Ao examiná-lo, o médico dá uma risadinha:

-Heheheh! O senhor esteve na China recentemente!

-É verdade.

-E o senhor andor comendo as putas daqui?

-É verdade.

-E o senhor foi ver um médico brasileiro?

-É verdade.

-E o médico brasileiro lhe disse que teria que cortar?

-É verdade.

-Médico brasileiro não sabe nada! Não precisa cortar.

O sujeito nem acredita! Seu pesadelo acabou!

-Então existe um tratamento para isso?

-Não, mas não precisa cortar. Cai sozinho.

Boa idéia

Uma mulher vivia falando para o marido para ele cortar a grama.
Ele dizia que tinha prioridades.

Ver futebol,tomar cerveja,bater bola com os amigos.

Um dia,ela tem uma ideia boa.

Ela pegou uma tesoura de unha e comecou a cortar a grama para o marido ficar com pena.

Ele chegou em casa viu aquilo, ai também teve uma boa idéia.

Deu uma escova de dentes pra mulher e falou:

"Quando terminar,vê se varre o quintal".

Rapidinhas de loiras

1-Quantas loiras são necessárias para trocar uma lâmpada?
Resposta : Duas. Uma para segurar a 'Diet Coke' e outra para chamar:"Papai!"

2-Se você jogar uma loira e uma morena do alto de um prédio, qual delas chega primeiro no chão?

-A morena. A loira teve que parar para perguntar a direção.

3-O Papai Noel, o saci-pererê, uma loira inteligente e uma loira burra estão andando na rua e encontram uma nota de US 100,00. Qual deles pega primeiro?

Resposta: A loira burra, claro. Porque Papai Noel, saci-pererê e loiras inteligentes não existem.

4-O que a loira diz quando você pergunta se o pisca-pisca está funcionando?

: Tá! Não tá! Tá! Não tá!

5-O que você faz quando uma loira te joga uma granada?

Resposta: Puxa o pino e joga de volta para ela.

Aproveitando a ocasião

O velhinho de 83 anos, acorda com o pau em ponto de bala, e chega na cozinha e diz:
- Olha aqui minha velha!!!! Durinho, durinho!

E a velha:

- Ai meu velho, corre, vamos voltar pra cama!

E ele:

- Que nada minha velha. eu vou é na praça mostrar pro meus amigos!!!

Casamento

Tem gente que não tem o que fazer mesmo.

O Deputado Fábio Farias é uma dessas pessoas.

No Twitter dele  tem o seguinte link postado: Homem de 112 anos se casa com jovem de 17 anos.

Olha Deputado, se esse velho sem vergonha quer ser corno, o problema é dele.

Depois, já que vc está bem informado sôbre o assunto, cabe aqui uma perguntinha.

Quem é que vai comer essa putinha?

E pra encerrar o assunto.

Venha pra festa do lançamento do livro sôbre os 50 anos do Bar de Ferreirinha e traga Sabrina Sato.

Com um detalhe: deixe ela a vontade...

Elas & Elas

Olha a Quenguinha ai de novo gente...



Cheguei ao momento climax desse blog. Há algum tempo quero contar isso pra vocês, e sei lá, ando em dias de amnésia, e estou guardando as histórias recentes pro blog manter a chama acesa sempre. E como eu sei que todo homem sonha em ver duas mulheres juntas...bom...

Eu sempre quis ir além, eu não conheço o que é limite. Então, decidi que queria algo novo. Já que os homens eram sempre a mesma coisa...porque não descobrir porque tem tanta mulher pegando mulher hoje em dia?

Ela me olhava diferente, eu não tinha notado, mas sentia. Então decidi - é você. Já tinha tido ótimas recomendações da mulher em questão. Não era muito bonita, mas tinha o corpo mais gostoso que o meu. Seios grandes, magra, baixinha. Pele de boneca. Dei em cima, o que pra mim é como respirar - seduzir - não foi muito dificil.

Estavamos sempre nos mesmos lugares, e em um dia de embreaguês, acabei pedindo para que ela me acompanhasse até em casa. Estava frio, e eu a abracei. Minha buceta molhou de encostar, com malicia, no corpo dela. Meu seio junto do dela...era algo totalmente novo, e safado.

Cheguei perto e ela me beijou. E que beijo! Nossa! Bom, mas pra mim era a diferença de beijar um loiro e um moreno - beijo é beijo. Mas as suaves mãos percorrendo meu corpo faziam com que eu quisesse estar colada a ela, de alguma forma, de tanto que eu gostava daquilo.

Pelas circunstancias, acabamos somente nos beijando por algumas horas, suficientes para eu notar minha calcinha molhada por isso. Me excito em lembrar!

Marcamos de nos encontrar na casa dela, no meio de semana. Uma bebida pra descontrair, ela e eu.

Conversavamos, e eu não conseguia ficar longe dela. Meu corpo tinha que ficar junto do dela, de alguma forma...sempre.

Ela me convidou para ir até o quarto, meu coração disparou. Tive medo de não gostar, mas quem está na chuva é pra se molhar, certo? Eu me molhei até demais!

Deitei na cama dela, e ela começou a beijar meu pescoço, suavemente, e sem que eu percebesse, desabotou minha calça. Minha buceta estava em chamas! Eu gostava do beijo dela, e isso bastava.

Penetrou dois dedos, que maestria para me masturbar! Explorava minha buceta inteira, e eu ainda de roupa.

Pedi para que ela parasse, e fiquei nua, tirando também a roupa dela.

Nuas, na cama, ela abriu minhas pernas, e começou a me chupar! O geladinho do halls, com a maneira que ela me chupava, me fizeram gemer de prazer, mas quando eu ia gozar, ela parou. Queria me torturar? Não, ela queria me dar mais!

Penetrou dois dedos com tamanha maestria enquanto usava a outra mão para massagear meu grelinho...Então eu descobri meu ponto fraco. Meu grelo!

Puxei ela pra cima, eu precisava tocá-la, e peguei naqueles seios lindos, fartos, com muito carinho...tocava ela, como eu gostaria de ser tocada, sempre.

Era a minha vez, em cima dela, comecei a chupar seus peitos, e eu gostei da brincadeira...fiquei chupando muito tempo...Passava minha lingua naquele bico arrepiado e ela adorava!

Bem que haviam me dito que o prazer de um homem se reduz muito quando uma mulher toca outra. Gozar é rápido, em maior quantidade e as chances de orgasmo são maiores.

Ela me pegou denovo, em pé, e enquanto ela me masturbava, eu masturbava ela, dois dedos, vai e vem, girava, e ela gemia no meu ouvido. Ela tava gostando, mas eu tava bem mais!

Gozei muito naqueles dedinhos pequenininhos, mas não foi o suficiente, eu precisava de mais alguma coisa. Eu não gozo uma vez só, eu preciso gozar muitas vezes! Quanto mais sexo tenho, de mais sexo eu preciso. Mas estava tarde e eu precisava ir embora.

Me vesti, dei um beijo demorado nela, e parti.


Por: "Quenga"

Bibica diz que partidos já aceitaram a aliança com o PBF

A TV Câmara estreou nesta quinta-feira (29) o programa ‘Pensando Bem’. Apresentado pelo jornalista Marcos Alexandre, o programa teve como primeiro entrevistado o empresário e pré-candidato ao governo do Rio Grande do Norte, Bibica de Barreira (PBF).
Ele falou de economia, política e dos seus planos para a administração estadual. Acabou revelando que está buscando pré-acordos com alguns partidos, já visando o pleito do próximo ano.

“Estamos traçando alianças, assim como o PT fez com o PMDB no cenário nacional. Com isso, meu partido já meu deu carta branca e conversamos com o PPS e PHS e estamos conversando com o PT e PTB”, destacou Bibica.

De acordo com Bibica, o PPS e o PHS aceitaram a pré-aliança, enquanto PT e PTB vão levar a proposta aos seus respectivos diretórios.

Além disso, ele afirmou que já conversou por duas vezes com o presidente estadual do PDT, o ex-prefeito Carlos Eduardo. Ele vai agora procurar o presidente de honra da legenda, o deputado Álvaro Dias.

Tudo normal

No corredor do Senado dois faxineiros ouvem o seguinte:
Safado...Corrupto...Ladrão...Prevaricador...Sonegador...Vendido...

Espantados com o palavreado um deles foi verificar o que se passava no plenário.

Quando voltou o outro perguntou:

Era briga?

E ele calmamente respondeu...

Não..era verificação de quórum

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Os cachaceiros e seu apelidos curiosos

O mestre Moacy Cirne, correspondente do blogue no Rio de Janeiro, fez um inventário dos apelidos que ele encontrou no livro Bar de Ferreirinha 50 Anos - Desde 1959, que será lançado domingo em Caicó, a partir das 10h, no largo do boteco mais charmoso de Caicó.
E postou uma bem-humorada matéria no seu Balaio Porreta de hoje, que reproduzimos abaixo.
Arteiro que só, o texto de Moacy é quase um Poema de Apelidos.
Confira:


SERIDOENSES BIRITEIROS


e seus estranhos apelidos

[ in Bar de Ferreirinha - 50 anos2009 ]

Os seridoenses, de modo geral, e os caicoenses, de forma particular, muitas vezes são mais conhecidos por seus apelidos do que por seus verdadeiros nomes. Basta ver o livro de Roberto Fontes & Clóvis Pereira Jr, o Pituleira (editado pelo Sebo Vermelho, a ser lançado no próximo domingo, dia 1 de novembro, último dia da Festa do Rosário, em pleno Bar de Ferreirinha, a partir de 10h): 50 anos - Bar de Ferreirinha.

Eis alguns dos apelidos mais curiosos, extraídos do livro sobre o querido bar caicoense, devidamente fotografados e editados :


Pituleira, Doidelo, Bibica e Tapioca,
Fofo de Linhares, Vaca Véia, Nega Balaio,
Caboré, Bacuê, Pajá e Tesourinha,
Manoel de Sofia e Pedoca de Antônia de Zé Anchieta,
Xexéu, Frasqueira e Fogoió,
Zé Boré, Wilson Viola e Babaçu Teixeira,
Netinho Pororoca, Jeová Punheteiro e Valmor Cu de Lagarta,
Edilson Putufú, João Rabo Grosso e Ferro Véi,
Zé Buchim, Bala Choca e Sérgio Furico,
Jarbas Tiririca, Cisso Doido e Zé Kokim,
Meu Mel, Titiu Irmão de Bidu e Neto de Julinda.

Livro dos 50 anos do Bar de Ferreirinha está pronto



Tiragem inicial chega sábado a Caicó

Atenção leitores e clientes: o livro Bar de Ferreirinha 50 Anos - Desde 1959 está saindo do forno e o lançamento em Caicó está confirmado para domingo, dia 1º de novembro, a partir das 10h, no largo do boteco mais charmoso da cidade.

Editado por Abimael Silva, do Sebo Vermelho, o livro foi impresso em papel couchê, 150 gramas, em formato de álbum.



Conta a história do Bar de Ferreirinha, da fundação em 1959, até o dia 26 de julho de 2009, quando a cidade se mobilizou para comemorar os 50 anos de vida do templo da boemia caicoense.

A expectativa para o lançamento é grande, com a presença de muita gente, shows variados de artistas locais e ensaio do Bloco do Magão, na primeira prévia para o Carnaval 2010 em Caicó.

A infra-estrutura para o evento será similar à da festa dos 50 anos.

Agende-se porque faltam só três dias.

Imperdível!


Prefeitura contrata mas não paga

Artistas que se apresentaram no projeto 
Corredor Cultural, da Prefeitura de 
Mossoró, não receberam o pagamento

Lembram do atraso no pagamento dos artistas que fizeram o Auto de Sant'Ana em Caicó e Currais Novos, com o Governo do Estado dando dribles, anunciando datas e não cumprindo?

Pois bem, agora é a Prefeitura de Mossoró que fatura uma excelente imagem pública com o projeto Corredor Cultural, mas está dando calote nos artistas.

Novamente o Bar de Ferreirinha recebeu a denúncia e a torna pública, preservando a fonte por razões óbvias: o Corredor Cultural da Prefeitura de Mossoró não está pagando aos artistas contratados.

Leia abaixo:

"Entro em contato para fazer uma denúncia acerca do “Projeto Corredor Cultural” implementado pela prefeita Fafá Rosado na cidade de Mossoró, mais especificamente sobre a Música na Praça da Convivência.
Conforme se pode ler em matéria divulgada no Jornal Correio da Tarde (http://www.correiodatarde.com.br/editorias/correio_politico-42745), o projeto foi criado para promover a cultura local, sobretudo através da valorização dos artistas regionais. 
No entanto, como se pode falar em valorização e promoção artística local, se os artistas, mais especificamente os músicos que vêm fazendo o Música na Praça, não têm recebido os pagamentos dos serviços prestados?...
Tenho conhecimento de artistas que fizeram shows na Praça da Convivência, desde a implementação do projeto, por volta do início de agosto, e ainda não receberam nenhum pagamento referente aos shows. 
Há quem já tenha feito, inclusive, mais de sete apresentações...
A coordenadora do Projeto disse que o pagamento sairia no final de setembro, depois informou que dar-se-ia em dezembro. 
Por acaso as autoridades pensam que artista vive de brisa e riso?... Nem de aplauso [quando se recebe...] se vive!"

Bibica explica a sua estratégia para 2010


Bibica espera calmamente o momento de 
anunciar a sua decisão em relação a 2010


Em artigo para o Bar de Ferreirinha, o pré-candidato a Governador do Rio Grande do Norte Bibica de Barreira faz uma crítica sutil aos apressados que querem definir logo as candidaturas de 2010.

Bibica, um homem tradicionalmente calmo e lento, não concorda com as definições já.

Acha que o mais prudente é dar tempo ao tempo. Confira o artigo, exclusivo do Bar de Ferreirinha:

Saber esperar é atestado de liderança
Bibica de Barreira*

Povo do Rio Grande do Norte,


O nosso noticiário político virou um verdadeiro carrosel: roda ao sabor das conveniências do "líder" de ocasião, empenhado tão somente no seu projeto pessoal de poder. Acompanho, por dever de ofício e para não ser atropelado pelos fatos, as mudanças de posição e de opinião ao sabor das circunstâncias. 


Saberei esperar o momento certo de anunciar o posicionamento do Partido do Bar de Ferreirinha em relação a 2010, que será maior do que a fulanização do processo: é preciso construir um projeto para o Rio Grande do Norte, onde os que convergirem possam dar contribuições efetivas para ajudar ao nosso desenvolvimento.


Não tenho pressa. Políticos, geralmente, são pessoas agitadas, ocupadas, correndo contra o tempo. Em geral, preferem agir sobre os fatos, assim que eles ocorrem, e, se necessário, corrigir suas ações posteriormente. Poucos, como eu, optam por refletir, planejar e adotar uma estratégia que oriente as suas ações quanto ao conteúdo e forma.


A sabedoria política ensina que a maior virtude do político é a prudência. E uma das marcas da prudência é saber esperar e ter paciência, para não agir impulsionado pela emoção. Baltasar Gracián, jesuíta espanhol, ensina nas suas máximas as lições para o sucesso na vida real: "Domine a si mesmo que você dominará os outros" e "Caminhe pelos espaços abertos do tempo, em direção ao centro, onde se encontra a oportunidade". 


Assim, é prudente adquirir a virtude da paciência, a arte de esperar e o hábito de escolher o melhor momento para agir. A nossa pré-campanha ao Governo do Rio Grande do Norte em 2010 não tem a menor pressa. Calmamente - diria até, vagarosamente, como é o meu estilo - vamos sondando as possibilidades: há muito o que discutir, não há porque definir candidaturas agora, porque, tal qual as nuvens no céu, o cenário muda a cada instante.


Decisões tomadas no calor da emoção costumam deixar mal os apressadinhos quando a situação se acalma e volta ao normal. Quando há dúvida sobre a propriedade e acerto da ação é melhor não agir. Eu, calmamente, esperarei o momento em que as dúvidas serão superadas pelas certezas, porque saber esperar é ter autodomínio, segurança e sabedoria, é a marca da excelência e da superioridade, o atestado definitivo da liderança.


Só então anunciarei a minha posição e a decisão do Partido do Bar de Ferreirinha sobre 2010.

*Empresário, pré-candidato ao Governo do RN 
pelo Partido do Bar de Ferreirinha

Agenda de Bibica de Barreira

BIBICA GOVERNADOR
Seu  voto  sem  pudor
Quinta-feira - 29 de outubro de 2009
05:00:
Viagem a Natal
09:00:
Visita a Aramin, no Hospital Walfredo Gurgel
11:00:
Audiência com a prefeita Micarla de Souza
12:00:
Almoço com a prefeita Micarla de Souza
13:00:
Banho
13:30:
Audiência com Carlos Eduardo
14:00:
Palestra sobre o Pré-Sal na Câmara Municipal de Natal
15:30:
Retorno a Caicó
19:00:
Novena na Igreja do Rosário
20:00
Pavilhão do Rosário
21:00
Reunião com Asponaria

Caicó pode ganhar restaurante japonês

Uma opção gastronômica para Caicó, além da carne de sol, da rabada, do pirão, buchada, panelada, arroz de leite, favada, galinha caipira, espinhaço de porco torrado e feijoada.

É que o empresário Bibica de Barreira, dono da Rifs, mesmo envolvido com a campanha para o Governo do Estado, não se descuida dos seus negócios.

Ele pretende instalar um restaurante japonês, que é sucesso de público e crítica em Sampa, o Shaya.

O dono da versão paulista é o empresário Marcus Buaiz, marido da cantora Wanessa Camargo, amigo de Bibica há muitos anos e que pretende abrir brevemente a franquia em Caicó.

Onde? no bairro Frei Damião: é um empreendimento para o público local e não para turistas.

Caicó é uma das cidades  brasileiras que menos tem restaurantes japonês, um mercado ascendente no mundo inteiro.

Possivelmente Wanessa Camargo fará um grande show na inaguração.

O Bar de Ferreirinha torce para que a campanha não atrapalhe o novo empreendimento.

Família sai do armário

O homem já está fazendo psicanálise há cinco anos quando acaba descobrindo que ele, o irmão, o pai, o avô e cinco tios apresentavam nítidas tendências homossexuais.

Assustado, o psiquiatra pergunta:
- Mas não tem ninguém na sua família que gosta de mulher?

E ele responde:
- Tem sim! As minhas três irmãs!

Tombo

A professora escorrega e leva o maior tombo na sala de aula.

Na queda, o seu vestido sobe até a cabeça.

Levanta-se imediatamente, puta da vida, ajeita-se, e interroga os alunos:
- Luisinho, o que você viu?
- Seus joelhos, professora.
- Uma semana de suspensão! E você Carlinhos?
- Suas coxas, professora.
- Um mês de suspensão. E você Joãozinho?

Joãozinho pega nos cadernos e vai logo saindo da sala:
- Bom, galera, até o ano que vem...

Bibica recebe medalha

O Conselho das Instituições da Rede Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Conif) homenageou ontem à noite o empresário Bibica de Barreira com a Medalha Juscelino Kubitschek.

A medalha foi entregue durante a abertura da 33ª Reunião dos Dirigentes de Instituições Federais de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Reditec), realizada em Jericó, na Paraiba.

Para o reitor do IFRN, professor Belchior de Oliveira Rocha, que participou do evento juntamente com todos os diretores do Instituto no Estado, a homenagem a Bibica foi justa.

“Foi um reconhecimento do Conselho ao trabalho que o empresário tem feito para o fortalecimento dos Institutos de todo o Brasil, e não só o do Rio Grande do Norte,” disse Belchior.

O presidente do Conif, professor Paulo César, afirmou que o Conselho seleciona a cada ano duas pessoas que prestaram relevantes serviços à rede federal e o empresário Bibica de Barreira foi uma das escolhidas pelas ações realizadas em prol da educação profissional e tecnológica no Brasil.

Bibica se emocionou ao receber a condecoração. “Dedico esta homenagem aos estudantes pobres do país, aos filhos do povo, que agora têm realizado o sonho de acessar um curso profissionalizante de qualidade como são os Institutos Federais de Educação Tecnológica”, enfatizou.

Na sacada

Leitora que se assina  como Quenga, manda mais uma história picante para o Bar de Ferreirinha.

Dividimos a excitante experiência dela com todos vocês.

Confiram:

"Sexta a noite saí do trabalho, arrumei minhas coisas e parti para um final de semana recheado de sexo.
Sim, o sexo era maravilhosamente promíscuo, cheio de besteiras, desejos, vontades do nada.
Ele morava no primeiro andar de um prédio, numa rua relativamente movimentada.
Estava fumando na sacada, enquanto conversávamos um pouco.
No MSN dias antes, em um desses papos "calientes" entre pessoas que se relacionam, ele havia me confessado um forte desejo: fazer sexo oral ao ar livre.
Fiquei com aquilo na cabeça.
Desejo de homem meu, É ORDEM!
Se tem um lugar que não existe 'frescura, é no sexo.
Enfim, acho que vocês perceberam que eu tenho o vício de provocar os homens, excitá-los pra mim é como respirar, é saber que ele está ali, vivo, demonstrando tudo o que quer de mim naquele momento.
Sentei no tanque de lavar roupa e abri as pernas, coloquei-o entre elas e comecei a beijá-lo enquanto estavamos ali.
Minhas mãos percorriam o corpo dele verozmente, ainda bem que no dia eu havia "cortado as garras".
Beijei-o durante muito tempo até sentir o pau dele duro no meu corpo.
Quando percebi, logo coloquei a mão dentro do shorts dele, e comecei a acariciá-lo.
Nem sabia se havia mais alguem em casa naquele momento.
Mas nós geralmente ficavamos sozinhos.
A sacada não tinha proteção, e provavelmente alguém poderia ter uma boa visão e ver os amassos da rua, e essa era a grande diversão do momento.
Resolvi realizar a fantasia do garoto.
Fiquei de joelhos e chupei-o, por um tempo consideravel ali mesmo.
Me excitei com a situação, e debrucei na sacada, pedindo que ele penetrasse ali, atrás de mim.
Era só abaixar a minha calça e pronto!
E não é que ele fez o que eu pedi?
Eu via a movimentação da rua, enquanto transava na sacada!
As pessoas gritavam nossos nomes e não sabiam o que realmente estava acontecendo naquele momento.
Mas começou a ficar arriscado e nós tinhamos um compromisso.
Então resolvemos parar sem gozar mesmo.
Pelo menos ali.
Fomos para o banho, e lá, sim, transamos de verdade, nos arrumamos, saímos para beber.
Seria uma noite e tanto.
Ele lembra até hoje dessa chupada na sacada.
Muito mais do que eu.
Foi algo realmente marcante para ambos."

Xexéu tem o carro apreendido

O nosso candidato a Senador Xexéu Dias  foi reprovado no teste do bafômetro na madrugada desta quinta-feira na avenida Francisco Belisário, no bairro Salviano Santos, zona sul de Caico, durante operação da lei seca.

 O Xexa, que estava acompanhado da namorada, teve a carteira de motorista apreendida e seu Land Rover rebocado.

Vinha do Cabaré de Ester e estava muito embiritado.

De acordo com o coordenador geral do Projeto Lei Seca, Bida Barreira, irmão de Bibica, Xexéu também estava com a carteira de motorista vencida há mais de 30 anos e não estava com o licenciamento em dia.


Tudo isso  pode resultar em um ano de suspensão do direito de dirigir.

"Ele só terá o veículo de volta quando pagar as dívidas anteriores, multas, IPVA, taxa de reboque do veículo e a diária de cerca de R$ 50 do estacionamento no depósito público", afirmou o coordenador do projeto Lei Seca de Caicó.

.Ouvido pelo Blog, Xexéu disse: "Já tá tudo na limpeza".

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Nós vamos pagar a conta


Arena das Dunas: financiamento de até 75% pelo BNDES

Sai financiamento público 
para obras da Copa 2014

A história de que o governo não entraria com nada para construir ou reformar os estádios de futebol para a Copa de 2014 era só bravata: prepare-se, porque todos vamos pagar a conta.

O Conselho Monetário Nacional aprovou hoje resolução que permite que estados e municípios tomem empréstimos junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para construção e reforma de estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014.

Será possível financiar até 75% de cada projeto, até o limite de R$ 400 milhões por sede.

Além de obras nas próprias arenas, os recursos poderão ser utilizados para urbanização do entorno e melhora dos acessos aos locais.

A criação da linha, que totaliza R$ 4,8 bilhões, foi autorizada ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Serão cobrados juros que incluem a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) mais 1,9% ao ano.

Estados e municípios terão três anos de carência e mais 12 anos para pagar a dívida.

Os R$ 4,8 bilhões poderão ser emprestados apenas para os estados e municípios: empréstimos para obras feitas por empresas privadas terão que ser negociados separadamente com o banco.

O próprio presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, admitiu recentemente que as obras para pelo menos nove dos 12 estádios teriam de ser financiadas com recursos públicos, por serem propriedade de governos regionais ou municipais.

Lula decidiu ontem que as empresas responsáveis pelas obras nos três estádios privados (Morumbi, em São Paulo; Beira-Rio, de Porto Alegre; e Arena da Baixada, em Curitiba) terão direito ao crédito nas mesmas condições, mas terão de apresentar suas garantias.

Um dos compromissos do Brasil com a Fifa é iniciar as obras necessárias para os estádios em março do ano que vem.

O lado bom de quem passa dos 40 anos

Sabe aquela história de que a vida depois dos 40 anos começa a ficar difícil?

Papo furado! Conversa fiada! Lero!

O Bar de Ferreirinha mostra que, depois dos 40 anos, o homem é uma fonte inesgotável de riquezas, tais como:

prata nos cabelos;
ouro nos dentes;
pedras nos rins;
açúcar no sangue;
chumbo nos pés;
ferro nas articulações;
e abundância de gás natural.

Pancreatite desfalca equipe do Bar de Ferreirinha


Aramin está internado no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal


Uma baixa na equipe organizadora da festa de lançamento do livro Bar de Ferreirinha 50 Anos - Desde 1959, domingo que vem, às 10h, no boteco mais charmoso de Caicó.

Damião Marcos de Araújo viajou às pressas para Natal e está internado no Hospital Walfredo Gurgel em tratamento.

Ele estava com sintomas de pancreatite, sentindo dores na barriga ao ingerir alimentos.

O blogue conversou com ele, que informou estar bem, já medicado, sem dor e sem inchaço na barriga: mas o tratamento deve durar até 10 dias, o que talvez o impeça de participar da festa.

Vocês devem estar perguntando: quem danado é Damião Marcos de Araújo?

Tem 37 anos, mora no João XXIII, é cozinheiro, garçon e administrador do Bar de Ferreirinha há 22 anos: ele mesmo, Aramin.

Os clientes e leitores do blogue lhe desejam um pronto restabelecimento, o mais rápido possível: tão rápido que você possar estar domingo em Caicó para participar da festa.

Boa sorte.

Só pode ser abestalhada

Espanhola descobre gravidez 
quatro dias antes de parir

A espanhola Manuela Cañas, 46 anos, ficou sabendo que estava grávida apenas quatro dias antes de dar à luz.

A mulher foi ao médico porque sentia dores de estômago e saiu do hospital com a informação de que estava no nono mês de gestação.

Apesar da gravidez de alto risco, a pequena Cíntia que nasceu com 2,850 quilos está bem de saúde.

O casal Francisco Cruz e Manuela tentou durante 20 anos ter um filho.

"Nós já tínhamos até perdido as esperanças", declarou o pai.

Twitter inspira filme pornô: "Twittando e Transando"



Há limites para a temática pornô?

Se depender de títulos como Twittando e Transando, longa-metragem em fase de produção nos EUA, a resposta é não.

O filme da Sexxxy Vídeo foi totalmente feito hoje, e sai em dezembro no Brasil.

O enredo falad de uma menina no computador, narrando o que tem feito, entre amigas. Pede ao namorado para vir à sua casa e, daí em diante, cumpre-se o protocolo de filmes com sexo explícito.

Esta não é a primeira produção em que tecnologia e sexo coexistem: no mês passado, foi lançado o filme As Orkuteiras, sobre meninas que usam o Orkut para marcar transas bem explícitas.

Com informações da Folha Online

Fábula sobre o funcionalismo público

Caros clientes e leitores do Bar de Ferreirinha, hoje, dia 28 de outubro, é o Dia do Funcionário Público.

Em homenagem aos milhares de funcionários públicos de Caicó, do Rio Grande do Norte e do Brasil, o blogue publica abaixo uma bem-humorada historinha.

Divirtam-se:

Dois leões fugiram do Jardim Zoológico, e cada um tomou um rumo diferente: o primeiro foi para as matas e o outro foi para o centro da cidade.


O Corpo de Bombeiros procurou os leões por todos os lugares, e nada.


Depois de um mês, o leão que fugira para as matas, voltou e se entregou: estava magro, faminto, alquebrado e foi reconduzido à sua jaula.


Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrou do leão que fugira para o centro da cidade, quando um dia... o bicho foi recapturado! Estava gordo, sadio, vendendo saúde.


Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para a floresta perguntou ao colega:
- Como é que você conseguiu ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar com saúde? Eu, que fugi para a mata, tive que voltar porque quase não encontrava o que comer...


O leão robusto explicou:
- Enchi-me de coragem e me esondi numa repartição pública. Todo dia comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.
- E por que voltou? Acabaram-se os funcionários?
- Nada disso. Funcionário público é coisa que nunca se acaba. É que eu cometi um erro gravíssimo: já tinha comido o diretor geral, dois superintendentes, cinco adjuntos, três coordenadores, dez assessores, doze chefes de secção, quinze chefes de divisão, várias secretárias, dezenas de funcionários e ninguém deu por falta deles! Mas, no dia em que comi o desgraçado que servia o cafezinho... Fudeu tudo!

Agenda de Bibica de Barreira

BIBICA GOVERNADOR
Seu  voto  sem  pudor
Quarta-feira - 28 de outubro de 2009
08:00:
Reunião com a Asponaria
10:00:
Palestra sobre o Dia do Funcionário Público, na Câmara Municipal
11:30:
Visita às agências bancárias de Caicó
12:00:
Almoço com lideranças em Sassá
13:00:
Banho
13:30:
Viagem a Currais Novos
15:00:
Palestra sobre o Pré-Sal, na Câmara Municipal
16:30:
Audiência com o prefeito Geraldo Gomes
17:30:
Retorno a Caicó
19:00
Novena na Igreja do Rosário
20:00:
Pavilhão do Rosário