sábado, 10 de dezembro de 2016

Bibica defende que saldo orçamentários dos poderes sejam devolvidos ao tesouro



Citando o que preconiza o Plano de Contas Aplicado ao Setor Público (PCASP), o empresário Bibica Di Barreira (PBF) defendeu que os recursos das “sobras” orçamentárias dos demais Poderes sejam devolvidos ao Tesouro Estadual ou deduzidos dos recursos do duodécimo. O objetivo seria equilibrar as finanças do Estado, agindo dentro da legalidade. O tema foi abordado pelo empresário numa entrevista na Rádio 77 FM de Ipueira, quando citou especificamente o exemplo do Tribunal de Justiça (TJRN), que se dispôs a emprestar ao Executivo cerca de R$ 100 milhões.
“Não tem cabimento uma situação dessas. Não é possível que os especialistas não saibam dessa possibilidade. Esse dinheiro não é do TJ, mas do Tesouro. É preciso o enfrentamento de maneira articulada com os Poderes, para que se cumpra o que está determinado em procedimento aprovado pela Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda”, finalizou Bibica.