quinta-feira, 30 de junho de 2011

Conversas picantes

"Quenguinha"...
Conheceram-se ao acaso, numa noite de lua cheia. Na tela dos computadores, pelo MSN, mensagens iam e vinham. Telefonemas esquentavam os sentidos. Conversas picantes, cheias de desejos e vontades.
Após algumas semanas um encontro num café qualquer da cidade. Conversaram, riram, tocaram olhares, descobriram afinidades e desejos comuns...
Entraram no carro. As línguas sedentas se encontraram, enlouquecidas pediam mais. Sairam dali já em ebulição, cheios de tesão e vontades, a procura de um lugar que seria só deles.No motel mais próximo, antes de chegar ao quarto, ele a encostou na parede e a beijou, acaricou seus peitos apertou sua bunda, acariciou sua buceta... Ela úmida, sentia colado em seu corpo e aquele pau que tanto desejava. Enroscaram-se numa lúxúria. Ele tirando a roupa dela e ela observando aquela cara de menino arteiro, querendo mais.
Ela, nua na cama, sentiu aquela língua a chupá-la com vontade, com desejo... Lingua habilidosa que passeava em seu corpo, pernas, pelos bicos do peito, dedicando-se por mais tempo a buceta, fazendo-a gemer enlouquecida. Os movimentos ritmados no seu grelo logo a fizeram gozar.
Ainda com muito tesão pegou aquele pau, duro, cheio de desejo e colocou na boca, sentindo seu doce... A cada chupada, ela observava o seu menino, com carinha de safado, esperando que o gozo explodisse em sua boca.Ela chupava e engolia ao mesmo tempo com volúpia, quando ele a fez ficar de quatro e começou a foder do jeitinho que ela gostava - ora com força, com vontade ora delicado. Ficaram se remexendo como dois animais, chupavam-se e explodiram num orgasmo delicioso. Tomaram um banho a dois, com mais dedos e bocas.Vestiram-se, beijaram-se muito, numa despedida de quero mais e com a certeza que um novo emcontro estava por vir...

Nenhum comentário:

Postar um comentário