quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Feliz da vida, mulher goza 300 vezes por dia

Ela tem a Síndrome da 
Excitação Persistente



Casal de atletas sexuais Andrew Carr e Michelle Thompson

A britânica Michelle Thompson, de 43 anos, que sofre - ou quase isso - com uma doença que a faz ter cerca de 300 orgasmos por dia, encontrou alguém para compartilhar a cama e não sair mais dela.

O felizardo chama-se Andrew Carr, um sujeito pacato e boa praça que consegue fazer sexo com Michelle pelo menos dez vezes ao dia.

Não foi fácil achar alguém à altura da disposição de Michelle: ela tem, em média, quase 13 orgasmos por hora.

Se ela faz xixi, goza; se peida, ahhhhhhhh; obrando, então...

Rindo, chorando, parada, andando, dormindo, tomando banho, almoçando, fazendo ginástica: qualquer atividade corriqueira provoca orgasmos na moça.

Andrew tem 32 anos, fôlego de atleta olímpico, e, segundo ela, “é um amor de pessoa”.

O jornal britânico News of The World estampou em suas páginas que a moça, portadora da Síndrome da Excitação Persistente, está feliz da vida.

Em entrevista ao jornal, Michelle não escondeu a felicidade:
- Ele é a solução para meus problemas, o homem dos meus sonhos. Já perdi muitos namorados e até empregos por causa da minha condição sexual. Estou no céu.

Um comentário: