quinta-feira, 24 de julho de 2014

Casa de Cultura faz homenagem a Chico Motta

chico motta galeria
Nesta quinta-feira (24), às 09h, a Casa de Cultura de Caicó inaugurada a Galeria dos Poetas Cordelistas que receberá o nome de Chico Motta, que foi repentista e criador do programa “Violeiros do Seridó”. Em seguida haverá um café com a imprensa caicoense.

Elas vendem prazer

Ensinando para o filho o que são prostitutas


Aviso

Foto


Faxina

Meme Faxinando


Sem reclamação

Foto


Amiga

Todo mundo tem uma amiga...


Às vezes


Por Francisco Itaerço...

Os nossos corpos abraçados, suados…
Às vezes. E não foram poucas, às vezes
Eram tão prazerosos nossos pecados
Que nós os culpados, ficamos fregueses
Inquilinos, às vezes, do mesmo espaço
Pecávamos juntos, (eu e você), nós dois
Depois dos amassos, dos nossos abraços
Dividir, impossível; somávamos pois
Assim, era nosso amor, aqui eu repito
Voltaremos a pecar, talvez, quem sabe…
Pra cumprir da bula, o que está escrito
Pecar é pecado, disse-me alguém. Porém…
Se for escondido, num espaço exíguo
Pecar contigo, de vez em quando, faz bem.

Almofadas vermelhas

aaaaaadecoracao


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Ariano Suassuna encontrou-se com Caetana

Escritor e poeta paraibano estava concluindo o livro O Jumento Sedutor
'No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar!'
Morreu hoje no Recife o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. 
Ele estava internado desde a noite de segunda-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. 
Segundo boletim médico, o escritor faleceu às 17h15 por causa de uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana.
O velório começa ainda esta noite, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, que decretou luto oficial de três dias. 
A partir das 23h, será aberto o acesso do público ao local e o enterro está previsto para a tarde de quinta-feira (24), no cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.
Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. 
Mesmo com os problemas na saúde, ele permanecia em plena atividade profissional. 
"No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar! Se vier com essas besteirinhas de infarto e aneurisma no cérebro, isso eu tiro de letra", disse ele, em dezembro de 2013, durante a retomada de suas aulas-espetáculo.
Em março deste ano, Ariano foi homenageado pelo maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada.  
Ele pediu que a decoração fosse feita nas cores do Sport, vermelho e preto, e ficou muito contente com a homenagem. 
“Eu acho o futebol uma manifestação cultural que tem muitas ligações com o carnaval”, disse, na ocasião.
No mesmo mês, o escritor concedeu uma entrevista à TV Globo Nordeste sobre a finalização de seu novo livro, “O jumento sedutor”. 
Os manuscritos começaram a ser trabalhados há mais de trinta anos.
Na última sexta-feira, Suassuna apresentou uma aula espetáculo no teatro Luiz Souto Dourado, em Garanhuns, durante o Festival de Inverno. 
No carnaval do próximo ano, o autor paraibano deve ser homenageado pela escola de samba Unidos de Padre Miguel, do Rio de Janeiro.
A primeira peça do escritor, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948. 
Ariano escreveu um de seus maiores clássicos, "O Auto da Compadecida", em 1955, cinco anos depois de se formar em direito. 
A peça foi apresentada pela primeira vez no Recife, em 1957, no Teatro de Santa Isabel, sem grande sucesso, explodindo nacionalmente apenas quando foi encenada – e ganhou o prêmio – no Festival de Estudantes do Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina. 
A obra é considerada a mais famosa dele, devido às diversas adaptações. 
Guel Arraes levou o “Auto” à TV e ao cinema em 1999.
O escritor considerava que seu melhor livro é o “Romance d'A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta”. 
A obra começou a ser produzida em 1958 e levou 12 anos para ficar pronta. 
Foi adaptada por Luiz Fernando Carvalho e exibida pela Rede Globo em 2007, com o nome de "A pedra do reino".
Na década de 70, Ariano começou a articular o Movimento Armorial, que defendeu a criação de uma arte erudita nordestina a partir de suas raízes populares. 
Ele também foi membro-fundador do Conselho Nacional de Cultura.
Após 32 anos nas salas de aula, Suassuna se aposentou do cargo de professor da Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. 
O período também ficou marcado pelo reconhecimento nacional do escritor.
Ariano tomou posse na cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, em 1990.

Bibica começa campanha em Natal

Bibica esteve em Caicó no 1º fim de semana da Festa de Sant'Ana
O presidenciável Bibica Di Barreira (PBF) começou ontem, em Natal, a sua campanha pela Região Nordeste com o anúncio de que, no seu governo, “vai mudar a forma de administrar o País, com prioridade para a família e o cidadão brasileiro”. 
Di Barreira enfatizou que a questão da segurança pública será uma das metas a serem perseguidas no seu mandato.
Ele fez questão de sublinhar que começava por Natal a campanha no Nordeste, pela importância e pelo acolhimento que o partido sempre obteve na capital potiguar. 
“Natal é hospitaleira, assim como toda a região”, disse. 
E acrescentou: “É preciso resgatar o papel que o Nordeste deve ter na vida nacional.

Último desejo

O último desejo!

Dentadas

Cientistas garantem que no futuro deveremos ter sete dedos em cada mão. Aí o Brasil tá lascado: se com quatro numa, e cinco na outra, Lula já fodeu quase tudo, imagina com 14 dedos!
Caco Dentão

Quem fuma é você

De pai pra filho...


Sonda caicoense parte para nova missão

A Agência Espacial Logradouro (AEL) comandada pelo cientista José Almino Filho(Dr:Mutú) anunciou sua próxima grande missão de exploração - uma missão em busca de sinais de vida nas luas de Saturno.Será a sonda espacial JAÇANÃ: explorador da luas quentes de Saturno), que irá estudar em detalhes pela primeira vez as luas mais interessantes de Saturno.A sonda venceu dois candidatos, o NWF, um observatório para procurar ondas gravitacionais, e ATHENA, um telescópio avançado para astrofísica de altas energias.A sonda JAÇANÃ será primeira missão do programa da AEL 2014-2020.A sonda JAÇANÃ fará em Saturno um trabalho semelhante ao que a sonda Cappylo está fazendo em Júpiter - com a grande diferença que as luas de Saturno vêm sendo apontadas há anos como os locais mais prováveis para se encontrar vida no Sistema Solar fora da Terra.

Previsão



Fetiche

Por Liz Christine...

Fetiches?!
Doce de leite pastoso delicioso
Fácil de espalhar
Irresistível se lambuzar

Piercing Língua Umbigo
Barriga masculina
Quadris femininos

Três quilos de chocolate branco derretidos
Quentes escaldantes
Despejados sendo
Em maravilhosos corpos humanos
Voraz Insaciável Compulsiva
Com doces?
Só com doces!

Pode ir



terça-feira, 22 de julho de 2014

O correto uso do papel higiênico

João Ubaldo Ribeiro
O título acima é meio enganoso, porque não posso considerar-me uma autoridade no uso de papel higiênico, nem o leitor encontrará aqui alguma dica imperdível sobre o assunto. Mas é que estive pensando nos tempos que vivemos e me ocorreu que, dentro em breve, por iniciativa do Executivo ou de algum legislador, podemos esperar que sejam baixadas normas para, em banheiros públicos ou domésticos, ter certeza de que estamos levando em conta não só o que é melhor para nós como para a coletividade e o ambiente. Por exemplo, imagino que a escolha da posição do rolo do papel higiênico pode ser regulamentada, depois que um estudo científico comprovar que, se a saída do papel for pelo lado de cima, haverá um desperdício geral de 3.28 por cento, com a consequência de que mais lixo será gerado e mais árvores serão derrubadas para fazer mais papel. E a maneira certa de passar o papel higiênico também precisa ter suas regras, notadamente no caso das damas, segundo aprendi outro dia, num programa de tevê.
Tudo simples, como em todas as medidas que agora vivem tomando, para nos proteger dos muitos perigos que nos rondam, inclusive nossos próprios hábitos e preferências pessoais. Nos banheiros públicos, como os de aeroportos e rodoviárias, instalarão câmeras de monitoramento, com aplicação de multas imediatas aos infratores. Nos banheiros domésticos, enquanto não passa no Congresso um projeto obrigando todo mundo a instalar uma câmera por banheiro, as recém-criadas Brigadas Sanitárias (milhares de novos empregos em todo o Brasil) farão uma fiscalização por escolha aleatória. Nos casos de reincidência em delitos como esfregada ilegal, colocação imprópria do rolo e usos não autorizados, tais como assoar o nariz ou enrolar um pedacinho para limpar o ouvido, os culpados serão encaminhados para um curso de educação sanitária. Nova reincidência, aí, paciência, só cadeia mesmo.
Agora me contam que, não sei se em algum estado ou no país todo, estão planejando proibir que os fabricantes de gulodices para crianças ofereçam brinquedinhos de brinde, porque isso estimula o consumo de várias substâncias pouco sadias e pode levar a obesidade, diabetes e muitos outros males. Justíssimo, mas vejo um defeito. Por que os brasileiros adultos ficam excluídos dessa proteção? O certo será, para quem, insensata e desorientadamente, quiser comprar e consumir alimentos industrializados, apresentar atestado médico do SUS, comprovando que não se trata de diabético ou hipertenso e não tem taxas de colesterol altas. O mesmo aconteceria com restaurantes, botecos e similares. Depois de algum debate, em que alguns radicais terão proposto o Cardápio Único Nacional, a lei estabelecerá que, em todos os menus, constem, em letras vermelhas e destacadas, as necessárias advertências quanto a possíveis efeitos deletérios dos ingredientes, bem como fotos coloridas de gente passando mal, depois de exagerar em comidas excessivamente calóricas ou bebidas indigestas. O que nós fazemos nesse terreno é um absurdo e, se o estado não nos tomar providências, não sei onde vamos parar.
Ainda é cedo para avaliar a chamada lei da palmada, mas tenho certeza de que, protegendo as nossas crianças, ela se tornará um exemplo para o mundo. Pelo que eu sei, se o pai der umas palmadas no filho, pode ser denunciado à polícia e até preso. Mas, antes disso, é intimado a fazer uma consulta ou tratamento psicológico. Se, ainda assim, persistir em seu comportamento delituoso, não só vai preso mesmo, como a criança é entregue aos cuidados de uma instituição que cuidará dela exemplarmente, livre de um pai cruel e de uma mãe cúmplice. Pai na cadeia e mãe proibida de vê-la, educada por profissionais especializados e dedicados, a criança crescerá para tornar-se um cidadão modelo. E a lei certamente se aperfeiçoará com a prática, tornando-se mais abrangente. Para citar uma circunstância em que o aperfeiçoamento é indispensável, lembremos que a tortura física, seja lá em que hedionda forma — chinelada, cascudo, beliscão, puxão de orelha, quiçá um piparote —, muitas vezes não é tão séria quanto a tortura psicológica. Que terríveis sensações não terá a criança, ao ver o pai de cara amarrada ou irritado? E os pais discutindo e até brigando? O egoísmo dos pais, prejudicando a criança dessa maneira desumana, tem que ser coibido, nada de aborrecimentos ou brigas em casa, a criança não tem nada a ver com os problemas dos adultos, polícia neles.
Sei que esta descrição do funcionamento da lei da palmada é exagerada, e o que inventei aí não deve ocorrer na prática. Mas é seu resultado lógico e faz parte do espírito desmiolado, arrogante, pretensioso, inconsequente, desrespeitoso, irresponsável e ignorante com que esse tipo de coisa vem prosperando entre nós, com gente estabelecendo regras para o que nos permitem ver nos balcões das farmácias, policiando o que dizemos em voz alta ou publicamos e podendo punir até uma risada que alguém considere hostil ou desrespeitosa para com alguma categoria social. Não parece estar longe o dia em que a maioria das piadas será clandestina e quem contar piadas vai virar uma espécie de conspirador, reunido com amigos pelos cantos e suspeitando de estranhos. Temos que ser protegidos até da leitura desavisada de livros. Cada livro será acompanhado de um texto especial, uma espécie de bula, que dirá do que devemos gostar e do que devemos discordar e como o livro deverá ser comentado na perspectiva adequada, para não mencionar as ocasiões em que precisará ser reescrito, a fim de garantir o indispensável acesso de pessoas de vocabulário neandertaloide. Por enquanto, não baixaram normas para os relacionamentos sexuais, mas é prudente verificar se o que vocês andam aprontando está correto e não resultará na cassação de seus direitos de cama, precatem-se.
Era escritor e imortal da Academia Brasileira de Letras 
(*1941 +2014)

Velório da sogra

Velório da sogra!

Os mortos querem viver

Ivar Hartmann

Qualquer ocidental, não importa a idade, já presenciou pelo noticiário, ao menos uma guerra entre judeus e palestinos. Os judeus de Israel e os palestinos do Oriente Médio. Outros povos muçulmanos já se deram conta de que Israel veio para ficar. Os Cruzados conseguiram manter Jerusalém por quase duzentos anos em uma guerra de católicos contra muçulmanos. Os tempos são outros e a guerra atual é territorial e não religiosa. Israel, ao contrário dos cruzados, consolidou-se, com população e armamento necessário para tal. Não é uma questão de semitismo mas de objetividade. Quando o país foi criado, os árabes unidos, lutando contra alguns milhares de judeus, estes garantiram a terra. Agora alguém crê possível uma reviravolta? Só os terroristas do Hammas que preferem empunhar um fuzil a uma betoneira e ir trabalhar para melhorar a vida dos palestinos. É mais fácil se fazer de herói do que labutar dia a dia, como os judeus, para criar condições para um país próspero. Basta andar por Israel e os enclaves palestinos. É a riqueza e o progresso ao lado da miséria e da estagnação. Então, primeira condição para dar vida digna aos palestinos é aceitar Israel.
A segunda é investir em infraestrutura e tornar os palestinos um povo feliz e operoso. Com escolas, estradas, hospitais, construções civis. Mas, antes de tudo escolas: muitas escolas. Aos palestinos disseminados pelo mundo inteiro, por certo abomina ver a degradação de seus parentes. Deveria abominar também vê-los submetidos como massa de manobra de líderes estúpidos, incapazes de ver que é possível à paz e a prosperidade conjunta. Enquanto não o fizerem, continuarão mandando foguetes que matam um e recebendo bombas que matam cem. É uma simples conta que mostra o único caminho a seguir. Tanto é o único e político, que os demais países árabes e muçulmanos, optaram por se afastar destas guerras insanas por um pedaço de areia. O pior para os palestinos que vivem escravos de seus líderes sanguinários, é que, aos judeus, com a produtividade de sua economia, só é necessário ter armamento de defesa que o povo continuará crescendo e prosperando, distanciando-se cada vez mais de seus vizinhos e irmãos bíblicos. Aos palestinos para prosperar, só resta a paz. Clamar pela destruição de Israel é o mesmo que os índios americanos pedirem para os brancos dos EUA voltarem para a Europa.

Ex-namorado

Duplo sentido...

Os teus seios

José Felix
Os teus seios na palma da mão
são duas laranjas novembrinas
como aromáticas concubinas
a mentir desejos e amor não.

Sorvo o sumo doce e laranjeiro,
prostituido, sim, mas com paixão
os frutos rijos do pomareiro.

Os teus seios na palma da mão.

Seja diferente

Foto: Seja diferente :v :3 

#Jr


Dentadas

TODA MULHER TEM UMA AMIGA FOFOQUEIRA, SE VOCÊ NÃO
TEM, A FOFOQUEIRA É VOCÊ.                       *Caco Dentão*
 



Maga Nidia defende projetos para a geração de empregos

A candidata ao Senado pelo PBF Maga Nidia Piraca, alertou para a piora dos indicadores de emprego no país e no Rio Grande do Norte. Ela defendeu a adoção de medidas e projetos que incentivem o desenvolvimento e estimulem a geração de empregos. A avaliação foi durante entrevista, concedida na tarde de ontem ao Bar de Ferreirinha. Durante a entrevista, Maga Nidia reafirmou que apresentará a proposta para que o Projeto do Passe Livre nos transportes públicos seja implementado em todo o país.A candidata ao Senado pelo PBF afirmou que o Rio Grande do Norte enfrenta sérios problemas em outras áreas, como saúde, segurança e educação. Ela disse que tem defendido e vai apresentar propostas para que a população tenha melhores serviços nestes setores. Maga Nidia defendeu também mudanças no pacto federativo para que a União amplie os investimentos em áreas essenciais. Ela afirmou que é necessária uma mobilização para a União colaborar mais na saúde e a segurança. A candidata do PBF ressaltou que uma das ênfases dos seus projetos é a educação e o ensino profissionalizante.



segunda-feira, 21 de julho de 2014

Sucesso absoluto a 6ª Feirinha de Ferreirinha

Multidão prestigiou a 6ª Feirinha de Ferreirinha
Os 55 anos de fundação do Bar de Ferreirinha foram comemorados em grande estilo ontem em Caicó, com uma megafesta no Pingo D'Água, clube dos servidores da Caern, localizado no Bairro Paraíba.
Centenas de amigos e clientes do boteco mais antigo do Rio Grande do Norte foram prestigiar a 6ª Feirinha de Ferreirinha, evento que se consolida como um dos mais charmosos da Festa de Sant'Ana desde a sua primeira edição em 2009.
Famílias inteiras foram prestigiar o Comendador Vicente Ferreira de Morais, o Ferreirinha, fundador do Bar de Ferreirinha e grande responsável pelo sucesso e longevidade do boteco.
O blogue Bar de Ferreirinha esteve presente à festa e registrou os momentos iniciais da Feirinha de Ferreirinha.
O álbum completo você acessa clicando AQUI (para quem tem conta no Facebook) ou AQUI (para quem tem conta no Gmail).
Viva o comendador Ferreirinha!