segunda-feira, 6 de julho de 2015

O mês da Festa chegou!


Fernando Antonio Bezerra
Mês de julho chegou e todo ano tem! Tem, sim, uma festa famosa com banda que toca na procissão vendo o choro de beatas e de boêmios, de quem chega e de quem sai. Todo ano tem uma festa famosa na região. É a festa da fé; é a festa da família; é a festa do abraço; é a festa de Joaquim e Ana de Caicó; é a maior Festa de Sant'Ana do Brasil!
“Espetáculo de fé,
no sertão do Seridó!
Chega tarde e parte cedo
Quem visita o nosso pó.
Peregrino de Sant'Ana,
sê bem vindo a Caicó.”
Quem está longe, logo corre: “ó, mana, deixa eu ir”; ó, mana, eu vou até sozinho; mas, mana, deixe-me ir para o sertão do Caicó! “Eu vou andar com Sant'Ana, vou carregar seu andor; eu vou levar pra Sant'Ana o meu pezinho de flor.” Ana, mulher santa de Deus, mãe de Maria, avó de Jesus, rogai por quem lhe roga!
Festa de Sant'Ana de Caicó: Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil
Não há outro tempo igual. O cenário, as cores, o clima, as pessoas, enfim, tudo passa a ter uma nova moldura no mês de Sant'Ana. É o mês das melhores roupas; da apresentação mais apurada; da mesa farta e da vontade em receber gente. É o mês da Festa! É, afinal, o marco divisor do calendário caicoense e já foi declamada em prosa e cantada em versos que vão desde o Padre Gleiber, sacerdote, até nomes consagrados na música nacional como Quinteto Violado, Elba Ramalho, Ary Lobo, Milton Nascimento, Chico César, Dodora Cardoso e Elino Julião, dentre tantos outros.
O Seridó, de fato, é uma porção muito especial do território brasileiro e Caicó, sua capital, tem uma história - de superação e resistência - digna de registro nas melhores páginas da história brasileira. Os que chegaram primeiro, mesmo não tendo cana-de-açucar, ouro ou extração vegetal significativa, conseguiram viabilizar a permanência na região a partir da pecuária e, tempos depois, da cultura do algodão, de atividades industriais e de outros meios econômicos menos expressivos, mas, igualmente, importantes para assegurar a sobrevivência no semiárido. O caicoense foi, enfim, se amoldando aos desafios da economia, do trabalho e da vida.
E a Festa de Sant'Ana, além de tudo que representa como evento e reencontro, é também uma manifestação da importância que teve – e tem - a Igreja Católica, Apostólica, Romana na formação do povo caicoense e de suas intervenções positivas na organização da sociedade local. E não é de hoje! Vem de muito tempo. Como, aliás, também é bem antiga a devoção a Sant'Ana. Remonta aos primeiros colonizadores e a vinculação da Senhora Sant'Ana com os sertões e suas atividades de criar e plantar. O marco histórico de 1748 é sempre lembrado com destaque, porque no mês de Julho daquele ano se deu a instalação da Freguesia Mater e a primeira procissão de Sant´Ana em Caicó. Muitos anos depois, em 1939, foi criada a Diocese de Caicó, instalada solenemente no dia 28 de julho de 1940, tendo como padroeira a Senhora Sant'Ana.
Muitos construíram a devoção e a Festa, fazendo-a, inclusive, patrimônio imaterial do Brasil. Entretanto, de 1966 a 2012 um líder religioso foi decisivo à frente da coordenação da Festa. Ainda bem vivo, Graças a Deus, como Emérito, ele não é o Pároco, mas sua voz ainda ecoa dizendo: “a festa é um estrondo!” Refiro-me ao muito estimado Monsenhor Antenor Salvino de Araújo e sobre ele ainda vamos conversar outras vezes, mas, nenhuma voz foi tão marcante e firme ao dizer que a imagem, de tão bela, parecia falar e, em seguida, provocar o povo a abrir o peito e gritar com emoção: “Viva Sant'Ana; Viva Sant'Ana de Caicó!”.
Fernando Antonio Bezerra é potiguar do Seridó

Há um ano...



Pe. Fabiano Dantas
Olhar o andor de Sant’Ana
Saindo da Catedral:
Não tem emoção igual
Pra quem é de Caicó
Não é só questão de fé
Pois mexe com nosso afeto
É o sentimento de um neto
Nos braços de sua avó

A velha senhora sentada
Com a Bíblia Sagrada aberta
Indica a estrada certa
Ensina a Deus temer
A primeira a escutar-lhe
Foi sua Filha Maria
De quem, pobremente, um dia
O Verbo de Deus quis nascer

Sant’Ana é mais que uma santa
Nas bandas do Seridó
Sobretudo em Caicó
Onde está sua Catedral
Ela encarna a esperança
De um povo que não desiste
Que vibra, peleja, insiste
Na luta do bem contra o mal

O nosso solo é seco
A nossa gente é pobre
Tem, porém, coração nobre
Não se deixa esmorecer
Sant’Ana virou sinal
Dessa força sertaneja
E da graça benfazeja
Que nos permite vencer

Tem dias que a fé fraqueja
Diante dos sofrimentos
Nossa oração, só lamentos
Pesada é a nossa cruz
Mas quando Sant’Ana sai
Cercada de muitas flores
Se acabam as nossas dores
Se enche a alma de luz

Veja bem, não é Sant’Ana
Quem sai no braço do povo
É a fidúcia no renovo
A esperança na semente
Quem viu dá o testemunho
De que isso tudo é verdade
Pedindo felicidade
E paz para nossa gente.

Escrito em São José do Seridó, no dia 1º/08/2014

Vida boa é a dos outros

cachorro


Não lembro

maldoseculo


Dentadas

Se você for um preguiçoso de respeito, não há distância, crise financeira ou briga de vizinho que sua determinação não consiga superar.
Caco Dentão

Desejo

voar


Piadinha cu de bacalhau

Na casa estavam somente a Ritoca, o namorado dela e a avó da menina.
O casal de namorados passou a tarde toda trancado no quarto.
Das duas uma: ou os pombinhos não estavam agindo de forma discreta, ou a parede do quarto era fina demais.
De qualquer modo, a velha estava ficando puta de raiva com a situação. 
Depois de algumas horas trancados no quarto, e preocupada com a situação, a avó chama os dois para lanchar.
Durante o lanche, o namorado, querendo puxar o saco da velha, diz: 
- Nossa esses bolinhos de bacalhau estão uma delícia, foi a senhora mesmo quem fez? 
- Vai lavar a mão filho da puta, os bolinhos são de batata...

Assim é a vida...

massa


Lascivas luzes

Marcelo Marques

Envolvido por teu corpo sedutor,
Entre abraços eu encosto-te à parede,
Nossos beijos, saciando nossa sede,
Tuas costas tocam o interruptor...

A lâmpada se apaga e às escuras,
Ficam claras, intenções das mais impuras.
Neste quarto entre penumbras, Nós e a Lua:
Testemunhas de momentos sem censuras,

Tuas mãos me deixam nu, te faço nua,
Nosso jogo de delícias continua,
Nos calores de um fogo que seduz.
Nas malícias deste quarto à meia-luz.

domingo, 5 de julho de 2015

Acalentando o Neném


Ciduca Barros
Manoel de Neném sempre foi adepto do “deixar como está para ver como é que fica”. Gostava muito de repetir aquela famosa frase dita por um técnico de futebol do passado: “em time que está vencendo ninguém mexe” (Oto Glória). Tudo isto ditado por sua natureza sossegada e bonachona.  
Dona Chiquinha, que era mais ligada e mais nervosa, era também amorosa e carinhosa. Queria tudo organizado e pronto, mas estava sempre distribuindo beijos e abraços. Estava sempre em movimento, como se diz hoje: era hiperativa. Eram muito diferentes. Tratava-se de um casal díspar, mas que estiveram casados até a morte. Aqui está mais uma passagem dos dois. 
Certa noite, com uma de suas crianças doente em sua casa, D. Chiquinha, consequentemente, dormia mal. Ela, muito atenta, já havia se levantado inúmeras vezes: dava remédios, trocava fraldas, balançava o berço, ajeitava chupeta e toda aquela dinâmica que fazemos com um bebezinho, e com mais intensidade quando ele está doente.
Já era madrugada e o menino não parava de chorar. E o marido dormindo profundamente. Cansada de tanta tarefa em excesso e vendo o seu cônjuge roncando ao seu lado, Dona Chiquinha explodiu:
– Acorde, Manoel! Me ajude, homem! Eu não fiz esse menino sozinha, não! Venha me ajudar que ele também é seu! Nós somos sócios nessa empreitada! 
E arrematou: 
– Metade desse menino é seu.
Ele acordou, e com a voz tomada de sono, mandou bala:
– Balance a sua parte e deixe a minha chorando!
Virou para o outro lado e adormeceu novamente. 

Zé Prativai


Ao invés dessa aberração de habeas corpus preventivo, esses patifes poderiam se render logo à delação preventiva."

Zé Prativaiespecialista em procedimentos jurídicos e vaselina.

Animais

Quadrinhos Engraçados 1226

Piadinha cu de ovelha

O bêbado chega na entrada de uma boate, acompanhado de um amigo:
- Ei cara, você pode me dar uma informação? 
-  Fala logo!
- É que eu fiz uma aposta aqui com o meu amigo e queria confirmar com você. É ou não é verdade que a privada daqui é de ouro?
- Simão! - grita o porteiro, virando-se trás - Tá aqui o fela da puta que cagou no seu trombone!

Regime

Foto de Muito Humor.

Dentadas

Trepar sem amor é uma experiência vazia. Mas, mesmo vazia, é uma das melhores.
Caco Dentão

A inveja é foda

Ipueira recebe Companhia Teatral de Caicó

A cidade de Ipueira, através da Fundação Cultural Dona Joana, apresenta, amanhã, a partir das 20 horas, no teatro municipal, o show de esquetes, composto por pequenas peças teatrais da Companhia teatral Manoel Amâncio, de Caicó por meio de um intercâmbio cultural.
As peças são de autoria dos alunos do curso de oficina de criatividade teatral, de Caicó, que são os atores principais do espetáculo. Segundo a presidente da Companhia, professora Maga Nidia Piraca, essa é a terceira vez que os alunos se apresentam em Ipueira, fruto de uma parceria da companhia com a Fundação Cultural Dona Joana.
A direção das peças Bom Dia, Boa Tarde, Boa Noite; Carta de Filho Para Pai; Antes da Chuva; Vida Alheia; As Viúvas e As Putas, ficará por conta do teatrólogo Tibiriba Júnior, que foi o responsável pelas oficinas do curso de formação teatral. Ao todo são vinte e dois alunos que participaram das oficinas de formação teatral e que atuarão nesse espetáculo.
Além desse espetáculo, os atores entrarão em cena com a peça: “Os animais em busca de comida”. A entrada é franca e a Companhia fará apenas uma única apresentação.

Emprego pra patroa

Charges Engraçadas 15

Acordar de manhã

Déco Carmancci

Acordar de manha, 
E te encontrar entre lençóis,
Ainda com sono,
Te acordar delicado,
Com toques e sussuros,
Beijos e íntimos contatos,
Um convite para começar o dia,
Fazendo amor sem compromisso,
Sem roteiro e sem pressa,
Fazer amor veradeiro,
Fazer tua pele arrepiar,
Te aquecer,
Te penetrar, com o corpo e com a alma,
Te fazer sentir não apenas meu desejo,
Mas meu carinho,
Te mostrar que te quero
Mas meu carinho,
Te mostrar que te quero não só pelo meu gozo,
Mas pelos meus atos e palavras carinhosas,
Quero a mulher, quero a amante, e a fêmea no cio,
Quero que sejas a fera, a caça e a caçadora,
Que sejas minha submissa chefe,
E minha Dona servil,
Quero te amar, te amar, e nunca deixar de te amar.

sábado, 4 de julho de 2015

Tocha olímpica passará em Timbaúba dos Batistas

Organizadores podem escolher
a Barragem do Tôco para realizar 
as provas náuticas da competição

A tocha olímpica dos Jogos de 2016 no Rio de Janeiro começará sua viagem por todo território nacional em Brasília, onde chegará em data ainda a ser definida, entre abril e maio de 2016. 
No total, o objeto percorrerá cerca de 300 cidades de todos os estados do Brasil.
No Rio Grande do Norte, Timbaúba dos Batistas será a única cidade do Seridó a receber o símbolo dos jogos olímpicos do ano que vem, para uma volta no entorno da Arena do Jegue e circulação pelas principais ruas e avenidas da cidade.
Aliás, o Comitê Olímpico Brasileiro recebeu a oferta da Barragem do Tôco, feita pela Prefeitura de Timbaúba, para a realização das provas aquáticas.
As delegações estrangeiras estão reclamando do fedor, dejetos e do lixo na Baia da Guanabara, local originalmente destinado à realização das competições de remo e vela:  é comum ver merda boiando, e os visitantes não admitem competir num ambiente tão fétido.
As chances de as provas serem realizadas no Tôco são reais.
O prefeito Chilon Batista esteve no Rio de Janeiro na semana passada, e entregou um mapa detalhado da principal bacia hídrica da cidade, para apreciação dos técnicos.
Apresentação - A Tocha Olímpica dos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro, foi apresentada ontem, em Brasília. 
O objeto não esconde as influências da natureza e cultura brasileiras, misturadas à tecnologia e a um visual moderno. 
A marca, no entanto, é o desenho de um dos principais pontos turísticos da capital fluminense, o Calçadão de Copacabana.
Feito com alumínio reciclado, o objeto foi concebido pela agência de design Chelles & Hayashi, de São Paulo, e escolhido entre 76 que disputaram a indicação. 

Piadinha cu de sapo

O sonho de Kinka era se casar com uma moça ingênua e 'prendada'.
Por isso resolveu procurar esse modelo de pureza e castidade lá no interior. 
Foi ali que encontrou Josefa...
No dia do casamento, Kinka, todo feliz, levou para a lua de mel uma lata de vaselina. 
Lá chegando tratou de passar vaselina no pau enquanto sua noivinha assistia a tudo admirada: 
- O que é isso amor? 
- Isso, minha flor, é vaselina que aqui na cidade a gente passa no pau para não machucar a bundinha do nosso amor...
- É mesmo? Como as coisas aqui são diferente! Lá no sítio os meninos passam é cuspe mesmo quando vão comer a gente!

Zé Prativai


Não demora, Dilma romperá a barreira da popularidade negativa. E vai terminar pedalando as pesquisas para maquiar o resultado."

Zé Prativai, especialista em popularidade abaixo de zero.

Não entendo

Charges Engraçadas 20


Confronto

CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE...

Bateu Amor à porta da Loucura.
“Deixa-me entrar – pediu – sou teu irmão.
Só tu me limparás da lama escura
a que me conduziu minha paixão.”
A Loucura desdenha recebê-lo,
sabendo quanto Amor vive de engano,
mas estarrece de surpresa ao vê-lo,
de humano que era, assim tão inumano.
E exclama: “Entra correndo, o pouso é teu.
Mais que ninguém mereces habitar
minha casa infernal, feita de breu,
enquanto me retiro, sem destino,
pois não sei de mais triste desatino
que este mal sem perdão, o mal de amar.”

Pensei, mas...



Dentadas

Todo conhecimento humano passa pelo bar.O que não nasce no bar é discutido nele.
CACO DENTÃO

A vida como ela é...

Com quem será?


Palestra traz dicas para enfrentar a crise

As entidades empresariais de Ipueira em parceria com a RYFFS Corporation, irão promover na próxima sexta-feira a palestra “ Vender na Crise”.
O consultor Toinho de Aníbal abordará 70 dicas para equipes de vendedores serem afiadas e comprometidas com os valores do negócio, elaborando estratégias que ultrapassem os obstáculos do momento atual e garanta maior faturamento.
As inscrições são gratuitas. 
O público alvo é formado por empresários, gerentes, vendedores, representantes e promotores de vendas. 
A palestra será às 20 horas, no auditório do Centro de Convenções Macedão.

Falta de sensibilidade feminina