terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Cuidado com o sol forte do verão


O verão está na reta final, mas nestes últimos dias de férias os cuidados precisam se intensificar.
Principalmente com a exposição demasiada ao sol, e os seus mortíferos raios ultravioletas.
Crianças, especialmente, precisam de dose extra de protetor solar, e a foto acima mostra uma mãe zelosa renovando o creme sobre a pele do menino.
Muito cuidado pra não esquecer do protetor nestes dias.
E vamos à praia!

Zé Prativai


O cabra esquece de deixar uma carta explicando os motivos do próprio suicídio, mas deixa uma lista de compras para a empregada fazer compras no dia seguinte à sua morte."

Zé Prativaiespecialista em suicidamentos políticos, analisando o assassinato do suicídio do procurador argentino Alberto Nisman.

Calebe: heroi ontem, heroi hoje

Ivar Hartmann

Moisés buscava espiões para ver como era a Terra Prometida, finalmente divisada ao longe, pelos famintos judeus que o acompanhavam em busca de Canaã. Um do enviados se chamava Calebe. Infiltrou-se com os companheiros pela terra desconhecida e por povos estranhos e inimigos: ninguém entrega suas terras sem luta para outra tribo. Conseguiu voltar e narrar o que descobriu. Notícias alvissareiras que se tornaram realidade para o povo que vagara pelo deserto. Muito depois, em outra guerra, Calebe, com 85 anos, apresentou-se para lutar! A custa foi demovido. Perfil de um herói: coragem e otimismo. Agora Calebe voltou. Neste domingo, passava por uma praça quando vi uma porção de gente trabalhando: capinando, pintando árvores, cortando grama. Limpeza pública que nenhum prefeito manda fazer. Parei o carro estranhando mais de 30 pessoas uniformizadas trabalhando em um bem público. E aí soube que Calebe voltou.
Trata-se de um programa da Igreja Adventista do Sétimo Dia, a Missão Calebe. Projeto que criou um programa de adesão voluntária entre seus membros jovens para, ao invés de aproveitar as férias para descansar ou viajar, oferecer estas férias para o trabalho social comunitário de suas cidades. Incrível: latinos dispostos a trabalhar gratuitamente, oferecendo serviços que vão ajudar terceiros, seus irmãos desconhecidos. O programa se estende por toda a América Latina e, seguramente, nestes primeiros dias de 2015, é o maior programa de ação social voluntária. Temos de convir, não é? Ação social, entregar meus momentos de lazer, de férias merecidas, para cuidar dos interesses de terceiros que nem conheço? Se perguntassem ao iniciar o Projeto diria: não pode dar certo. As pessoas estão casa vez mais egoístas. Quem vai trocar ócio por trabalho? Mas, é o que os voluntários da Missão Calebe estão fazendo. Quando? Todo o dia. Não minto. Todos os dias de suas férias, em várias ações sociais. Esta semana, em minha cidade, está programado um trabalho junto a uma das principais rótulas, para chamar a atenção quanto à violência. Colocando balões nos carros que lá transitarem. Enquanto isso outros vão percorrer as empresas de materiais de construção para pedir os itens necessários a erguer uma casa simples, no próximo fim de semana, para uma mulher de idade que necessita amparo. Calebes! Por gente como vocês dá para acreditar no Brasil.

Explicação

Foto de Piadas Bacanas & Sacanas.

Biriteiro estiloso

�� Ah, fi de uma égua!�� 
�� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� �� ��




Consórcio RYFFS vai construir parque temático em Ipueira

disneyRN


O consórcio formado por empresas seridoenses, representado pela caicoense RYFFS Corporation, confirmou ontem que pretende dar entrada nas licenças ambientais do primeiro parque temático de energias renováveis do mundo projetado para Ipueira ainda este ano.
O projeto executivo deve ser finalizado até dezembro. 
O local já foi escolhido. 
A área já está sendo mapeada para facilitar o canteiro de obras, mas as localizações não foram divulgadas “para evitar especulação”. 
A informação foi repassada pelo  diretor executivo da RYFFS Caco Dentão.
Ele se reunirá com o governo do estado na próxima semana.
O projeto está orçado em 13 bilhões de reais.
Contempla 12 parques temáticos, um centro comercial, 25 montanhas russas e 10 resorts com capacidade para 50 mil pessoas.

Faz falta

O mínimo de nós dois

Por Camila Sintra...



No pequeno espaço
entre teu olhar e o meu
brilha a estrela do desejo
que nos guia um para o outro

Na ausente distância
entre teus lábios e os meus
brincam e fundem-se os hormônios
da nossa química mais secreta

No mínimo silêncio
onde somente nossos corpos falam
deslizam mãos em carícias
de tatos cegos que tudo dizem

No fugaz e eterno momento
da consumação de nosso amor
gritam gargantas no gozo do prazer
da quase dor desse explodir...

A expectativa no Seridó é grande com a aproximação do cometa Lovkuchy

O cometa K/6969 Y888, também conhecido como Lovkuchy, foi identificado pelo cientista caicoense José Almino Filho (Dr:Mutú) em novembro do ano passado e recentemente acaba de atingir seu ponto de maior aproximação da Terra, ficando visível até mesmo no Seridó no decorrer das próximas semanas, até o final de janeiro.O astro é dotado de um tênue brilho azul-avermelhado e assim como outros cometas é formado basicamente por um conjunto de gelo, poeira e rochas, seu núcleo mede aproximadamente cerca de trinta a cincoenta quilômetros de diâmetro, mas sua cabeça visível, ou coma, formada pelos gases, vapor e poeira expelidos a medida em que se aproxima do Sol, atinge cerca de 1.900 mil quilômetros de largura, movendo-se a uma velocidade aproximada de 1.401 mil km/h a 874 mil quilômetros de distância da Terra.Com o auxílio de binóculos ou telescópios mais simples e em lugares livres da poluição e luminosidade das cidades de Ipueira e São João do Sabugi o Lovkuchy poderá ser facilmente observado enquanto percorre e transpassa a região do Seridó.




Idiota

Piadinha cu de cachorra


O sonho de Chicão era casar com uma moça virgem e ingênua.
Por isso ele resolveu ir para a zona rural, procurar uma mocinha daquelas bem bobinhas. 
E foi lá que ele conheceu Margarida, a garota dos seus sonhos. 
Bonita, meiga, ingênua...
Era tudo que ele queria!
Em um mês eles se casaram. 
Na noite de núpcias, Chicão resolveu explicar tudo sobre sexo para a jovem esposa.
Para começar, botou o pau pra fora e disse:
— Meu bem, isso aqui é um pinto!
A esposa arregalou os olhos e disse:
— Porra. Então por que você num dá milho pra ele ficar logo um galo igual ao do Januário?

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

NARRATIVAS SERIDOENSES - Histórias, Crônicas e Lendas

Dr. Chiquinho autografando exemplar de NARRATIVAS SERIDOENSES
Autor anuncia criação do Espaço 
Cultural Praça da Liberdade

O lançamento do primeiro volume da trilogia NARRATIVAS SERIDOENSES, sábado passado em Caicó, reuniu dezenas de amigos, ex-colaboradores, ex-alunos e contemporâneos do autor Francisco de Assis Medeiros, o Dr. Chiquinho, em sua casa de Caicó.
Num modelo diferente de lançamento literário, o autor recebeu os interessados na obra em sua residência na Praça Senador Dinarte Mariz, 67, e, entre um autógrafo e outro, anunciou que vai doar a Caicó o Espaço Cultural Praça da Liberdade, que é, simplesmente, a sua própria casa.
"Em outubro deste ano o Espaço Cultural Praça da Liberdade será inaugurado com uma exposição fotográfica sobre o radialista e jornalista F. Gomes, cujo assassinato completará cinco anos naquele mês", disse Dr. Chiquinho.
Espaço Cultural Praça da Liberdade será destinado a qualquer manifestação artística e cultural produzida na cidade, incluindo exposições fotográficas, pinturas, lançamento de livros, discos, artesanato, feiras gastronômicas, e o que mais os artistas locais produzirem.
"Quero transformar a minha casa neste Espaço Cultural Praça da Liberdade para que os novos artistas e os já consagrados possam dispor de um espaço decente para expor sua arte", disse Dr. Chiquinho.
Além do mais recente livro, os leitores foram brindados com exemplares de outros volumes escritos por Dr. Chiquinho, distribuídos gratuitamente durante o evento, e com uma exposição fotográfica e de documentos antigos do acervo pessoal do autor.
Hoje, 26 de janeiro, é o terceiro e último dia de lançamento do primeiro volume de NARRATIVAS SERIDOENSES em Caicó, data que coincide com o aniversário de 80 anos de Dr. Chiquinho, que ele comemora ao lado dos amigos de longas datas e dos novos admiradores.
Vida longa, Dr. Chiquinho, são os votos dos editores e leitores do Bar de Ferreirinha!
Abaixo, algumas imagens do primeiro dia do lançamento:

Frankenstein

Sabor do tempo

(Imagem: Dreamstime)
Heraldo Palmeira
Fazia um calor infernal naquela tarde já avançada. O ar-condicionado do restaurante aliviou um pouco o mal-estar alastrado por todos os cantos da cidade. Finalmente meus horários incertos – ainda mais num sábado – entraram em sintonia com o horário da famosa feijoada semanal servida ali.

Bastou eu entrar no salão para que o velho garçom abrisse aquele tradicional sorriso de acolhimento e viesse ao meu encontro de braços abertos. Com os compromissos de fim de ano e uma rápida viagem de férias, havia pelo menos dois meses que eu não dava as caras. Ainda caminhando para me acomodar, ele já perguntou se eu queria minha caipirosca de lichia, com Absolut e adoçante. Coisa de profissional.

O costume de comer sempre mais tarde termina garantindo acesso às mesas que mais me atraem nos restaurantes. Naquele, uma que guarda distância apropriada do palco onde bons músicos vão se revezando pelo repertório refinado.

Depois do pão italiano inevitável, com azeite, fui me enfronhando na feijoada espetacular e seus complementos, até chegar ao arroz doce de arremate.

À espera do cafezinho, numa das pilastras um espelho revelador: a imagem do homem velho, sozinho diante da sua cerveja pós-almoço, alheio à música e ao ambiente ao redor. Rosto enrugado, olhar entrado num mundo inacessível para o resto do mundo. Entregue a falas e gestos por certo destinados a memórias e figuras invisíveis que passaram a povoar seu cérebro. Provável consequência do tempo e dos catabis particulares que sacolejaram sua jornada, agora indisfarçada naquele semblante de solidão.

Ele era familiar ao restaurante. E o restaurante parecia haver se transformado no que lhe sobrou de alento. Eu nunca vi aquele homem antes. Mas ele ultrapassou aquela linha tênue da saudade prévia que a gente sente de vez em quando, do afeto comovido, da dúvida do amanhã.

Fui embora e ele ficou. Saí me perguntando se haverá tempo no meu tempo e no tempo dele para vê-lo novamente em uma daquelas mesas. Mesmo que eu entre e saia sem lhe dirigir sequer um aceno, que ele continue um estranho sem nome, eu vou ficar feliz ao vê-lo ali outras vezes.
Documentarista e produtor cultural

Notícia que vai mudar a vida de muita gente

Screenshot from 2015-01-04 21:07:33

Desvendado o maior segredo da natureza

Screenshot from 2015-01-04 21:09:06

Obs:O segredo foi revelado por uma aranha que estava
totalmente embriagada.


Classificado

12


Dentadas

O CASAMENTO É UMA ESPÉCIE DE ESTUFA. LEVA AO AMADURECIMENTO ESTRANHOS PECADOS E PROVOCA ESTRANHAS RENÚNCIAS.
CACO DENTÃO

Vaca tossindo é foda

debate


Uma menina

Por Afonso Henriques Neto...

Àgua, tua música de pele
e cheiro fluindo de florações
impalpáveis, chuva acesa
no centro do abismo, onde flutuam
manhãs

terra, teus passos tua voz teus
ruídos de amor e um gozo
além das cordilheiras do sonho
tecendo galáxias, vertiginosa
raiz

ar, teu gesto marinho, olhos
feitos do arremesso do mar
e a centelha invisível a mover
os labirintos do vento, cósmica
serpente

fogo, teu corpo de medusas
e feridas vivas, vulcões,
planeta todo luz, talvez paixão,
pássaro tatuado nas estrelas,
coração...

Asteroide vai passar perto de Currais Novos


asteroide





O escritório de monitoramento de meteoros da Agência Espacial Logradouro (AEL) informa que o asteroide identificado como 91174BL69, com mais de 6.500 metros de diâmetro, passará muito perto da cidade de Currais Novos na próxima quinta-feira.
Sua passagem se dará a 34.1 Distâncias Lunares (uma DL equivale a 384,401 km, distância entre a Terra e a Lua) e, segundo o astrônomo José Almino Filho,Dr: Mutú será a primeira vez que um corpo celeste de grandes proporções passa tão próximo da região Seridó.
Todavia, Dr: Mutú descarta qualquer possibilidade de colisão, pois, neste caso, a noção de “muito perto” se restringe aos padrões astronômicos, uma vez que o 91174bl69 cruzará os céus de Currais Novos a 11,2 milhão de quilômetros da órbita terrestre, algo como vinte e uma vez a distância da Terra à Lua.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Adivinha o quê... (IX)


Sessão de Adivinhas - 9
1 - Uma sala tem quatro cantos, cada canto tem um gato e cada gato vê três gatos. Quantos gatos são?
2 - À direita sou um homem, e facilmente acharás. Pelo avesso sou a noite e nem sempre me encontrarás. O que é?
3 - O que faz o boi quando nasce o sol?


Respostas da Sessão de Adivinhas - 8
1 - Qual a palavra de oito letras que, tirando quatro, fica oito?
R - Biscoito.
2 - Ele morre queimado, ela morre cantando: quem são?
R - Cigarro e cigarra.
3 - O que é que está no meio da rua com as pernas pra cima?
R - A letra U.

Os leitores Carlos Guedes Câmara e um anônimo acertaram todas; Nélio acertou a terceira. Obrigado pela participação!

Inspirado no Livro de Adivinhações, do Pe. Eymard L'E Monteiro, Natal-2003, Edições Sebo Vermelho. Respostas no link para comentários, logo abaixo desta postagem. Os leitores/bêbados que acertarem, terão os seus nomes divulgados na próxima Sessão de Adivinhas.

O caçador de botijas


Ciduca Barros
Romualdo Verniz, um nordestino do sertão do Seridó, proprietário rural naquela região, se tornou um aficionado em descobrir uma botija na sua gleba rural. 
O cidadão só falava em botijas. 
Dizem que o homem cavou tanto, que a sua fazenda parecia até um queijo de coalho daqueles que range nos dentes.  
Vivia apoquentando o juízo dos amigos com essa obsessão.
Por isso, alguém resolveu pregar-lhe uma peça. 
Sabedor de que o sertanejo gostava de pescar à noite num açude por trás da casa-sede da fazenda, foi justamente ali que o amigo lhe preparou a armadilha.   
Numa linda noite de luar do sertão, estava o amante de botijas, sozinho e tranquilamente com a sua varinha de pescar dentro d’água, quando ouviu uma voz cavernosa e sepulcral, vinda não se sabe donde, perguntar:
– Romualdoooooo, você quer enricar? 
Não deu outra. O velho Romualdo pensou incontinente: 
– Valha-me Deus! As minhas preces foram ouvidas. Esta voz é de uma alma e vem me mostrar onde encontrar uma milionária botija. 
Mesmo tremendo de temor, mas com o seu desejo superior ao medo, com a voz embargada de emoção, respondeu:
– Eu quero, alminha de Nossa Senhora!
O amigo, contendo-se para não rir, e ainda mantendo a voz do além-túmulo, disparou:
– Então, vá dar a bundaaaaaa!
Nesse momento, no caçador de botijas cessaram o nervosismo, a falta de ar e o formigamento nas juntas. 
Indignado com a falta de respeito ao caboclo macho que sempre foi, sertanejo fazedor de meninos e avô de vários netos, resolveu dar o troco, na mesma medida, àquela alma atrevida, e mandou de volta:
– Vai dar tu, alma fresca!  
Moral da história: naquela noite, a alma pegou o velho Romualdo “com a boca na botija”.