sábado, 25 de outubro de 2014

Zé Prativai

Fui de Caicó a Natal e fiz minha própria pesquisa a partir de adesivos em carros na estrada: Aécio 18%, Dilma 3%, Herbalife 28% e Foi Deus que me deu 51%. Henrique e Robinson não pontuaram."

Zé Prativaiespecialista em pesquisas de boca de fogo.

Sem os dentes

Foto


De novo não

Foto


Pra que?

Foto: ! CURTA NOSSA PÁGINA !

http://www.facebook.com/humortobaoficial

ACESSE: Nosso Site: http://www.humortoba.com/ VOCÊ VAI FAZER XIXI DE TANTO RIR !!!


Fique sabendo

Foto


Biriteiro tenta suicidio em Mossoró

                     Um homem tentou cometer suicídio em Mossoró. Porém, ele foi impedido de pular
                     do sexto andar de um edifício. Sua esposa conseguiu segurá-lo pela cueca,
                     mantendo-o pendurado por quase 2 horas.

Pétalas láscivas

Por Lena Lopez 

No encontro das flores
Acariciam-se as pétalas
Numa dança sensual
Banhadas em néctares
Despertam a luxúria
Gotejam prazer
Sob a trilha sonora
Dos gemidos lascivos!

A dança impudica
Das flores em delírio
Desperta-lhes os anseios
E aflitas se tocam
As flores vermelhas
Amasiadas e devassas
De volúpia se ensopam
Em pleno deleite!

As flores molhadas
Regadas em luxúria
Se rendem ao prazer
E brindam a loucura
Lambuzando de mel
Do gozo devasso
Uma a outra!

Virou moda

AUTO_son


sexta-feira, 24 de outubro de 2014

7 maravilhas

1- Dormir
2- Descansar os olhos
3- Cochilar
4- Tirar uma soneca
5- Puxar um ronco
6- Capotar na cama
7- Nanar.

O babaca e o touro



Como diria Sabrina Sato: é verrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrdade



Dia legal

dia


Dentadas

TEM GATA QUE CONSEGUE FUGIR DOS MEUS BEIJOS.MAS NÃO DAS MINHAS PUNHETAS.
Caco Dentão

Teste



Galopando um orgasmo

Por Lena Lopez .
Quando tenho às rédeas
Nada me detém
nessa montaria
as vezes sou delicada
e vou à trote
doutras sou selvagem
quero o galope
tudo depende da minha sanha
Minhas mãos no teu peito
como amazona te monto
nessa cavalgadura
se agrava o meu cio
Quero ir ao paraíso
e encontrar o encanto
do momento do gozo
repleto de fantasias
No caminho
te molho
te lambuzo
te melo
me derramo em teu corpo
anuncio num grito
que queima todo o meu corpo
que no meio de espasmos
cheguei aonde eu queria
e apeei num orgasmo!


O Povo e os Banqueiros



quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Alto nível do debate político nacioná

Jessier Quirino
Cada candidato dirige um desaforo ao adversário com direito a uma réplica de dois segundos:
– ...Saiba Vossa Excelência que na minha cabeça ninguém caga.
– Pois fique sabendo que comigo a parada é dobrada, escreveu não leu o pau comeu.
– Comigo não tem pescoço, tudo é gogó.
– Comigo ninguém tira leite com espuma.
– Pois vamos emendar as camisas pra ver a tapa voar?
– Eu emendo sim as camisas, pois quando me abufelo madeira sobe de preço.
– Pois fique sabendo que eu sou uma pessoa que nunca morreu e não tem inveja de quem morre.
– E eu sou uma pessoa que nunca morreu e nem tem inveja de quem Deus já matou.
– Pois pise no meu pé e diga quantos murros quer.
– Pise no meu e veja quem se fodeu.
– Retire essa palavra do debate.
– Minha palavra é feito peido, não tem retorno; pronto.

Politicagem, provérbios & mentiras

Ciduca Barros
Eu já disse a vocês que sou nostálgico? Eu sou. Tudo que vejo, sinto ou ouço na atualidade me remete ao passado. É uma mania da qual eu gosto. Por exemplo, a renhida campanha política que vivemos no momento está, a todo o momento, me remetendo ao passado.
Eu me sinto desconfortável em reconhecer que sou velho, mas para que vocês tenham uma ideia eu sou do tempo de “doce de lata” e “manteiga de garrafa”. Calcularam a minha idade? Darei mais dicas: eu sou do tempo de “lambedor”, purgante (maná com sena), batata de purga e sebo de carneiro capado para passar nas carnes trilhadas. Portanto, sou de um tempo que só íamos às farmácias se tivéssemos febre alta ou se o panarício tivesse chuchando. Assim, em sendo um velho, eu tenho direito a minha nostalgia. 
Nós meninos lá no Seridó de antigamente, aprendemos com as nossas saudosas mães a citar adágios e provérbios para ilustrar o que dizíamos.  Aliás, sobre a mania de mencionar provérbios, eu escrevi no capítulo “8 - O Linguajar de Nossas Mães”, do livro “SERIDÓ - UMA NAÇÃO DIVERTIDA”, editado em 2013, como a minha mãe, e todas as mulheres do seu tempo, faziam referências a adágios e provérbios. E tome: “de noite todos os gatos são pardos”; “casa de ferreiro, espeto de pau”; “seguro morreu de velho”; “quem guarda com fome, o gato vem e come” e uma gama de outras batidas máximas populares que todos conhecemos.
Os candidatos à Presidência da República dizem que fizeram certo benefício ao povo e sabemos que é mentira. 
Paralelamente, também dizem que vão fazer tal e qual empreendimento e também sabemos que não farão, o que é outra mentira. Um assaca contra a outra uma inverdade (mentira). A outra atribui uma aleivosia ao outro (mentira). São tantas e variadas declarações infundadas (mentiras) jogadas na cara um do outro, que deixa o eleitor baratinado. 
Josef Goebbels, marqueteiro de Hitler
Serão orientações dos respectivos marqueteiros políticos dos candidatos que, inspirados em Josef Goebbels, o diabólico propagandista do regime nazista de Hitler, que afirmava que “uma mentira repetida mil vezes vira uma verdade”? Não sei. Sei apenas que as mentiras, proferidas de ambos os lados, estão falando alto nesta suja campanha política. Nunca vi, em qualquer tempo, pessoas que são candidatas ao cargo máximo da República Brasileira mentirem tanto e tão descaradamente. 
Mas qual a relação da feia e deselegante campanha política atual com a nossa infância, minha nostalgia, mentiras e os nossos adágios? Vou tentar estabelecer um paralelo. Quando éramos moleques, quando pegávamos alguém pregando uma mentira gritávamos logo: “quem mente, rouba”. Posteriormente, a vida nos mostrou que, realmente, em muitos e variados casos, quem mente, realmente, também rouba. Constatamos também, através dos tempos, que vários e conhecidos mentirosos se tornarem, posteriormente, contumazes desonestos. Diga-se a propósito, que o desonesto no afã de camuflar os seus atos desonestos, mente. 
E agora gente? E agora candidatos? E então marqueteiros políticos? Quem mente realmente também rouba? E, se for verdade, como ficará o erário público, qualquer que seja o(a) mentiroso(a) ganhador(a)?
Será mesmo que “quem mente, rouba”?
Quem será que vai dirigir os destinos desta grande Nação. Um mentiroso? Uma mentirosa?
Coitada desta infeliz nação!

E haja boato de campanha

Rolou o papo que a Dilma iria oferecer ajuda aos flagelados da seca de São Paulo com um novo programa federal: Meu Banho, Minha Vida
Com água vinda de Cuba!
Não se sabe bem é a que lado da campanha serve este tipo de boato...

Me ensinaram errado

Foto: CURTA :::::::: Tubaina Ácida


Piadinha cu de galinha

Dois caras batendo papo num barzinho:
– Porra cara, aqui o barulho é foda: não consigo ouvir as minhas próprias palavras.
– Não se preocupe, você não está perdendo porra nenhuma.

O livro de Cabeção

Foto: Lol


Mulher confessou traição após bebê nascer com nanismo

Uma mulher cearense tentou, conseguiu por nove meses, mas não pôde segurar mais o segredo de que havia traído seu noivo em sua despedida de solteira. 
Isso porque, no evento, ela transou com um anão e acabou engravidando dele.
A confissão da mulher aconteceu logo após o nascimento do bebê. 
A criança nasceu com nanismo, entregando o gene de seu pai. 
Por conta disso, a mãe não teve outra saída a não ser confessar que havia transado com o anão durante a festa.
A revelação surpreendeu até as amigas que estavam na despedida. 
Segundo elas, ninguém conseguiu ver juntos a noiva e o anão.

Dentro da margem de erro

AUTO_lailson


Lambuzada e latejante

Lena Lopez
Bate na minha bunda
Me deixa cheia de marcas
Me chama de vadia
Cretina e vagabunda

Me diz que sou tua puta
Me trata como tal
Mete no meu fundo
E me come bem comida

Eu mexo para você
Rebolo os quadris
Te levo à loucura
Enquanto entra e sai

E nesse vai e vem
Agarra e enrosca
Mexe e remexe
Nosso tesão aumenta

Comigo lambuzada
Contigo latejando
Prontos pro deleite
O nosso ritmo esquenta

Nesse duelo de prazer
Comemos um ao outro
Nada mais há a fazer
A não ser gozar!

Dica

Foto


quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Cearense usa hipnose para agarrar gordinha

Uma mulher de 55 anos que enfrentava problemas de autoestima, relacionados à obesidade, resolveu recorrer às habilidades de Sinaldo Bataria, de 29, especialista em hipnose terapêutica em Fortaleza. Depois de algumas sessões, Sinaldo começou a apimentar a relação com a paciente hipnotizada, passando a fazer perguntas sobre sexo. Em seguida, sob o comando do picareta, a vítima já estava sem sutiã e sem as calças. O hipnoterapeuta fez com que a mulher acariciasse os seios e depois ele mesmo assumiu as carícias. 
Quando Sinaldo colocou a mão dentro da calcinha da vítima, ela saiu do transe.
Sinaldo defendeu a sua conduta dizendo que a questão sexual era a raiz dos problemas enfrentados pela paciente, que deveria ter uma melhor relação com o próprio corpo.
A consulta custou 220 reais.
Em tempo:Sinaldo tá em cana.

Só quero cabaço



Gozo

Por Léa Waider...



Viro, reviro,
Revido.
Torço
Abraço
Atiro
Me afasto.
Grito
Afago
Aninho.
Me deito
Te agarro
Nos mordemos
Nos amamos.
Num impulso
te expulso.
Me seguras,
Penetras,
Me apertas
Te enlouqueço
Gozamos.
Eita, doideira boa

No fim, todos utéis

fim do mundo